Miriam Belchior acredita que inflação deste ano será abaixo de 5,84%

25 de setembro de 2013

Economia



Miriam Belchior acredita que inflação deste ano será abaixo de 5,84%
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-25/miriam-belchior-acredita-que-inflacao-deste-ano-sera-abaixo-de-584
Sep 25th 2013, 18:00

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, acredita que a inflação deste ano será menor que os 5,84% do ano passado, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) tem ficada em patamar "mais confortável" nos últimos três meses, e tudo indica, segundo ela, que a inflação também se comportará bem até o final do ano.
A declaração foi feita durante audiência pública conjunta na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional e na Comissão de Relações Exteriores e Defesa da Câmara, na qual ela falou sobre o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2014, com enfoque na execução orçamentária das Forças Armadas.
A ministra ressaltou o bom momento do cenário econômico nacional, com Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre acima das perspectivas do mercado, inflação em baixa e criação sustentável de empregos em nível suficiente para atender às necessidades da economia "em patamares mínimos históricos". Isso, aliado ao aumento da massa salarial e à maior concessão de créditos, tem possibilitado melhor crescimento do país.
A situação atual deixa a ministra mais confiante quanto à execução do Orçamento para o ano que vem, atualmente em discussão no Congresso, segundo o qual o governo aposta em crescimento de 4% na atividade econômica, com Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas de um país) de R$ 5,243 trilhões, inflação de 5% e aumento do salário mínimo para R$ 722,90 (aumento de 6,6%). Os números foram divulgados na apresentação do Ploa 2014, no final de agosto.
Para reforçar o otimismo do governo sobre o andamento da economia, a ministra destacou que "as despesas do Executivo estão estáveis ou em queda e as despesas com juros da dívida pública também são declinantes". A dívida líquida também é declinante, segundo ela, embora a dívida bruta continue em alta, porém considerada pela ministra "praticamente estável". Mas isso não decorre de fragilidade fiscal, enfatizou.
De acordo com a ministra, as prioridades orçamentárias vão para saúde, educação, investimentos dos programas de Aceleração do Crescimento (PAC), Minha Casa, Minha Vida e Brasil sem Miséria. Mas todas as áreas do governo estão bem atendidas, segundo ela, inclusive o Ministério da Defesa, que teve reajuste real de 48% nas despesas discricionárias de 2008 para cá.
Miriam disse que investimentos estratégicos da área de Defesa foram incorporados ao PAC, tais como o desenvolvimento de submarino nuclear, aeronave KC-X, helicópteros, tecnologia nuclear da Marinha, blindados do Exército e o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron).
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Espalhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário




Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2018 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni