Conselho Monetário define distribuição de R$ 10 bilhões extras do PSI

31 de outubro de 2013

Economia



Conselho Monetário define distribuição de R$ 10 bilhões extras do PSI
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-31/conselho-monetario-define-distribuicao-de-r-10-bilhoes-extras-do-psi
Oct 31st 2013, 20:50

Wellton Máximo

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu a distribuição dos R$ 10 bilhões extras que reforçarão as linhas de crédito do Programa de Sustentação do Investimento (PSI). O CMN também remanejou o orçamento dos subprogramas que compõem o PSI.
Publicada no último dia 24, a Lei 12.873 elevou de R$ 85 bilhões para R$ 95 bilhões o orçamento do PSI em 2013. No entanto, o CMN precisava regulamentar a distribuição desses recursos adicionais entre as diversas linhas que compõem o programa.
Segundo Bruno Leal, assessor econômico do Tesouro Nacional, os R$ 10 bilhões já estavam no capital do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), mas só podiam ser emprestados depois de o CMN autorizar o Tesouro Nacional a bancar a diferença entre os juros subsidiados das linhas de crédito – que variam de 3,5% ao ano a 8% ao ano – e as taxas de mercado.
De acordo com Leal, o reforço ajudará a manter os investimentos da indústria nacional. "O objetivo final do PSI é manter a expansão da indústria nacional por meio dos empréstimos subvencionados [com juros menores que os de mercado]. O Tesouro entra com a equalização", disse.
Criado em 2009 e operado com recursos do BNDES, o PSI tem como objetivo estimular a produção, a aquisição e a exportação de bens de capital (máquinas e equipamentos usados na produção) e investimentos em inovação tecnológica. Nos últimos quatro anos, a capacidade de empréstimo do programa soma R$ 312 bilhões, limite que agora foi ampliado para R$ 322 bilhões.
O subprograma mais beneficiado foi o PSI Rural, que financia bens de capital usados na agropecuária, cujo orçamento aumentou R$ 4 bilhões (de R$ 12 bilhões para R$ 16 bilhões). Em segundo lugar, ficou o subprograma Ônibus e Caminhões, cujo limite de empréstimo subiu R$ 3 bilhões (de R$ 87,3 bilhões para R$ 90 bilhões).
O CMN, no entanto, reduziu os recursos de dois subprogramas. O orçamento das linhas de crédito que financiam as exportações de micro, pequenas e médias empresas caiu de R$ 1 bilhão para R$ 400 mil. Além disso, o limite do subprograma Transformadores, que financia investimentos em capacidade tecnológica, passou de R$ 4 bilhões para R$ 2 bilhões.
De acordo com Leal, esses subprogramas tiveram o orçamento reduzido porque havia pouca demanda para os empréstimos. Os recursos, explicou, foram remanejados para as demais linhas de crédito do PSI com maior procura.

Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Espalhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Locais
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2019 © DVRG - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni