Investimentos em infraestrutura já beneficiam produtores de grãos

10 de dezembro de 2013

Economia



Investimentos em infraestrutura já beneficiam produtores de grãos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-10/investimentos-em-infraestrutura-ja-beneficiam-produtores-de-graos
Dec 10th 2013, 16:31


Pedro Peduzzi

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A atual safra de grãos tem sido beneficiada pelo clima e também pelos avanços das obras de infraestrutura. Com isso, há boas chances de as estimativas apresentadas hoje (10) no terceiro levantamento da safra de grãos 2013/2014 serem superadas. A opinião foi compartilhada pelo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, e pelo diretor de Política Agrícola e Informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sílvio Porto.
"Nossa equipe tem percebido que a situação está bastante favorável. O clima indica que teremos mais uma grande safra este ano, podendo passar de 196 milhões de toneladas de grãos. A situação mais confortável é a do milho, que está com as exportações altamente crescidas, ultrapassando a marca dos 20 milhões de toneladas, podendo chegar a 23 milhões", disse Porto durante o anúncio do terceiro levantamento da safra.
Outro fator que começou a favorecer a produção é o avanço das obras de infraestrutura, em especial de portos das regiões Norte e Nordeste, das ferrovias, e da BR-163, que ligará o Porto de Santarém (PA) ao Sul do Brasil, passando pelos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Apesar de ainda oferecer condições de escoar a produção pelo Norte, a rodovia tem facilitado cada vez mais o transporte de grãos para o Sul.
"Sobretudo a BR-163 que já está apresentando resultado. Ela teve avanço expressivo este ano e passou a ser operacional. Ajudou principalmente na saída do milho. Acreditamos que a rodovia, no mínimo, dobre ou triplique a capacidade de escoamento para 2014", disse Sílvio Porto à Agência Brasil.
Em 2013, a BR-163 foi responsável por escoar cerca de 1,5 milhão de toneladas de milho. Segundo o diretor da Conab, esse número poderá chegar a 5 milhões no ano que vem. "A BR-163 já está dando bastante fluxo à produção do médio norte e do norte de Mato Grosso e do sul e do Pará, apesar de alguns pontos mais críticos", informou Geller.
A rodovia está sendo duplicada em vários trechos concedidos à iniciativa privada. No trecho entre Santarém e Guarantã do Norte (MT), onde a rodovia não existia, as obras foram iniciadas e devem ser concluídas até dezembro de 2015, segundo o Ministério dos Transportes.
Sílvio Porto e Geller avaliam que a estruturação portuária e os recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para ferrovias e portos também auxiliarão os produtores, principalmente das novas fronteiras agrícolas do país.
"As ferrovias terão uma contribuição muito grande nesse cenário de 2014, 2015 e 2016, começando já com a Ferrovia Norte-Sul, quando entrar em operação o ramal que ligará Anápolis (GO) ao Porto do Itaqui (MA) ou outro na região [portos de Vila do Conde e de Belém, no Pará]. Isso vai efetivamente mudar o cenário que sempre tivemos, de grande dependência do fluxo Centro-Sul [da produção agrícola com origem no Centro-Oeste], principalmente com destino ao Porto de Santos (SP) e eventualmente até Paranaguá (PR)", disse o diretor da Conab.
"Tirar entre 4 e 5 milhões de toneladas do Porto de Santos e jogar para outros portos ao Norte do país otimizará significativamente o tempo e dará outra perspectiva do ponto de vista de equilíbrio para a logística, o que é fundamental e necessário", acrescentou.
De acordo com o Ministério dos Transportes, o trecho de ferrovia entre Anápolis e Palmas (TO) está 91% concluído e a previsão é que entre em operação em abril de 2014. Com a ferrovia pronta, o escoamento da produção terá muitas facilidades para chegar aos portos, onde um outro problema tem prejudicado as exportações brasileiras: o excesso de burocracia.
Mas esse problema também vem sendo amenizado pelo governo federal, garante Sílvio Porto. "O setor portuário já apresenta mais fluidez devido à forma como os portos têm sido operacionalizados. Foi extremamente positiva a iniciativa do governo, de ampliar a participação das equipes que fazem toda a parte da burocracia e de liberação de guias, bem como o aumento da força de trabalho tanto da Receita Federal como do Ministério da Agricultura e demais órgãos que prestam serviços na parte aduaneira", disse o diretor.
Segundo o terceiro levantamento da safra brasileira de grãos 2013/2014, divulgado hoje, a previsão de crescimento da produção em relação à última estimativa é 4,8%. Pelos cálculos, o país deve produzir 195,9 milhões de toneladas de grãos, com crescimento de 3,6% na área plantada, que deve passar de 53,2 para 55,2 milhões de hectares.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Espalhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário




Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni