Santander anuncia investimento de U$ 10 bilhões para plano de infraestrutura brasileiro

12 de setembro de 2013

Economia



Santander anuncia investimento de U$ 10 bilhões para plano de infraestrutura brasileiro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/santander-anuncia-investimento-de-u-10-bilhoes-para-plano-de-infraestrutura-brasileiro
Sep 12th 2013, 21:23

Paulo Victor Chagas

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O presidente mundial do Banco Santander, Emilio Botin, disse hoje (12) que estão disponíveis US$ 10 bilhões para financiamento imediato de empresas brasileiras e estrangeiras que queiram investir em infraestrutura no Brasil. "Em todo o plano de infraestrutura da presidenta Dilma, vamos colaborar no assessoramento e financeiramente. Para uma primeira etapa, teremos o objetivo de [disponibilizar] por volta de US$ 10 bilhões", disse a jornalistas após se encontrar com a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.
O dinheiro, equivalente a R$ 22,7 bilhões e que está "disponível imediatamente", segundo Botin, poderá ser utilizado para empresas participarem do Programa de Investimentos em Logística. Lançado no ano passado, o programa prevê concessões de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, além de trens de alta velocidade.
Botin disse que o Banco Santander tem um objetivo muito claro de investir no Brasil, que é um país importante. "Vamos organizar um simpósio de empresas espanholas e brasileiras que estão interessadas em todo o plano de infraestrutura", disse.
Além do financiamento por meio dos três bancos públicos brasileiros (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES), o plano prevê instrumentos de mercado de capitais para que empresas privadas sejam financiadas por alternativas privadas de longo prazo.
De acordo com a estatal Empresa de Planejamento e Logística, este é o maior programa de investimentos em logística do Brasil e tem um "conjunto de projetos que contribuirão para o desenvolvimento de um sistema de transportes moderno e eficiente". Ainda segundo a empresa, 7 mil quilômetros de rodovias e 10 mil quilômetros de linhas férreas devem ser concedidos ao setor privado.
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Coutinho defende maior participação de bancos privados nos leilões de concessão de infraestrutura

Economia



Coutinho defende maior participação de bancos privados nos leilões de concessão de infraestrutura
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/coutinho-defende-maior-participacao-de-bancos-privados-nos-leiloes-de-concessao-de-infraestrutura
Sep 12th 2013, 20:09

Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - Participação maior dos bancos privados no financiamento para as novas concessões de infraestrutura foi defendida hoje (12) pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho. Após participar da cerimônia de encerramento da 3º Conferência de Inovação Brasil-Estados Unidos, no Rio de Janeiro, ele disse que a expectativa é positiva para os leilões do setor.
"Vai abrir espaço para as debêntures incentivadas pela Lei 12.431, e que o mercado de capitais possa ter uma fatia importante de participação. Também vejo uma disposição favorável dos bancos privados de participar do financiamento, em consórcios", disse.
Coutinho acredita que, se os projetos forem consistentes, haverá "perfeitas condições" de ser financiados. Peguntado qual poderia ser a participação dos bancos privados no financiamento às concessões, declarou que isso vai depender do "apetite ao risco" das instituições, podendo variar entre 30% e 70%, e da disposição de tomar financiamento de longo prazo. Isso será visto no desdobramento dos projetos, ressaltou. "A nossa atitude é extremamente aberta de compartilhar". Segundo Coutinho, essa posição foi manifestada aos bancos privados desde o primeiro momento.
O presidente do BNDES disse que já existe um entendimento equilibrado a respeito de como vão ficar os spreads (diferença entre os juros que o banco cobra ao emprestar e a taxa que ele paga ao captar dinheiro) do BNDES e dos bancos privados no financiamento das concessões.. "Quando o banco toma o risco do projeto, ele tem a parcela principal de spread". Isso significa que quanto maior for o risco, mais spread a instituição vai ter.
"Ao compartilhar o nosso funding [recursos] com outro banco, nós também temos que ter uma remuneração equivalente. Não queremos ganhar mais nem menos do que ninguém. Tem que ter uma composição balanceada". Segundo Coutinho, os bancos já chegaram a uma fórmula. Ele se esquivou, porém, de comentar sobre valores.
Coutinho confirmou também o que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse mais cedo em São Paulo, que ainda não há definição sobre o aporte de recursos que o Tesouro Nacional fará ao BNDES. "Ainda estamos em conversações", declarou.
Em relação à espionagem que teria sido praticada pelo governo dos Estados Unidos na Petrobras, o presidente do BNDES descartou que isso poderá alterar o primeiro leilão do pré-sal, marcado para o dia 21 de outubro.
"Não tem nada a ver uma coisa com a outra. O leilão de Libra não vai ser suspenso". Lembrou que a presidenta da Petrobras, Graça Foster, já se manifestou sobre o assunto. Coutinho disse que está aguardando o entendimento da diplomacia brasileira sobre o episódio de espionagem, conforme a presidenta da República, Dilma Rousseff, encaminhou ao presidente norte-americano, Barack Obama.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Febraban estima crescimento de 2,4% no PIB este ano

Economia



Febraban estima crescimento de 2,4% no PIB este ano
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/febraban-estima-crescimento-de-24-no-pib-este-ano
Sep 12th 2013, 18:44

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) estima que o Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) deverá crescer 2,4% este ano, motivado, principalmente, pelo setor agropecuário, de acordo com a pesquisa Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado, concluída na última terça-feira (10). Uma previsão mais otimista que os 2,2% estimados na pesquisa de julho.
A pesquisa da Febraban mostra também que o crédito segue em bom ritmo, e deve chegar ao final do ano com crescimento em torno de 15%, além de o setor projetar recuo da taxa de inadimplência. Os banqueiros esperam altas de 18% no crédito direcionado e de 12,9% nos créditos com recursos livres.
De acordo com a Febraban, a taxa de inadimplência deve chegar ao fim do ano beirando 5%, posição um pouco melhor que os 5,3% calculados no levantamento anterior, e mais favorável ainda em relação aos 5,8% de 2012. O setor espera que a taxa de inadimplência se mantenha no nível de 5% no ano que vem.
Em relação ao crédito com recursos livres, vale observar a expectativa quanto a um desempenho mais uniforme em comparação a 2012, com ligeira acomodação no segmento de pessoa jurídica (+14,4%) e aumento para pessoa física (+12%). Neste caso, em decorrência da recuperação observada no financiamento de veículos, após estagnação em 2012.
Quanto à inflação anual, a pesquisa aponta ligeira alta (de 5,8% para 5,9%) no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2013. Os analistas financeiros também preveem ajuste total maior para a taxa de juros básicos (Selic) em 9,75% ainda este ano, e 96,3% dos consultados acreditam em nova elevação, dos atuais 9% para 9,50% ao ano, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), nos dias 8 e 9 de outubro.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Aneel suspende discussão sobre revisão tarifária da Light

Economia



Aneel suspende discussão sobre revisão tarifária da Light
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/aneel-suspende-discussao-sobre-revisao-tarifaria-da-light
Sep 12th 2013, 18:32

Da Agência Brasil
Rio de Janeiro – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu a audiência pública destinada a discutir a revisão tarifária periódica da concessionária Light, prevista para ser realizada na próxima segunda-feira (16). Em nota, a agência informou que a mudança se deve a questões de segurança, porque o país enfrenta uma "onda de manifestações".
Além do ajuste nas tarifas, a reunião abordaria a qualidade dos serviços e os indicadores de interrupção na distribuição de energia elétrica nas quatro milhões de unidades consumidoras localizadas em 31 municípios do Rio. Segundo a Aneel, a revisão será feita pela internet.
A proposta preliminar da agência prevê redução de 3,2% na conta dos consumidores residenciais, e redução média de 6,7% para as indústrias. A revisão tarifária ocorre a cada quatro anos. O objetivo é garantir o equilíbrio econômico-financeiro da concessionária de energia, com base na remuneração dos investimentos e a cobertura de despesas.


Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

BNDES libera R$ 207 milhões para primeira usina de cana de segunda geração

Economia



BNDES libera R$ 207 milhões para primeira usina de cana de segunda geração
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/bndes-libera-r-207-milhoes-para-primeira-usina-de-cana-de-segunda-geracao
Sep 12th 2013, 17:32

Vladimir Platonow

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – A primeira usina de cana-de-açúcar de segunda geração (2G) começará a funcionar até 2015, usando a biomassa da cana para produção de álcool. O projeto receberá financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de R$ 207,7 milhões. A informação foi divulgada hoje (12) pela assessoria do banco.
De acordo com o BNDES, será o primeiro projeto no mundo que utilizará tecnologias de conversão do bagaço e da palha da cana em escala industrial. A unidade será construída na Usina Costa Pinto, em Piracicaba (SP), e poderá produzir 40 milhões de litros de etanol 2G. A iniciativa é da Raízen Energia, formada pela brasileira Cosan e a anglo-holandesa Shell. O projeto vai aumentar a produtividade do hectare de cana plantada, o que poderá reduzir a necessidade de expansão da área agrícola no país.

Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Organização Internacional do Café defende entendimento entre países para garantir preços do grão

Economia



Organização Internacional do Café defende entendimento entre países para garantir preços do grão
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/organizacao-internacional-do-cafe-defende-entendimento-entre-paises-para-garantir-precos-do-grao
Sep 12th 2013, 18:25

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A Organização Internacional do Café (OIC), entidade multilateral sediada em Londres que reúne os principais produtores e importadores do grão, defendeu hoje (12) o entendimento entre os países-membros a respeito das condições do mercado internacional e do equilíbrio entre oferta e demanda para garantir preços que satisfaçam produtores e consumidores do grão. A declaração está na Carta de Belo Horizonte, documento divulgado pela organização após reunião que celebrou seus 50 anos, durante a Semana Internacional do Café, que começou na segunda-feira e termina amanhã (13) na capital mineira.
O café atravessa uma crise, com preços em queda no mercado internacional e doméstico. Os temores de que não haverá consumo suficiente para absorver a grande oferta do grão no mercado externo derrubaram os valores. No Brasil, produtores dizem que o preço mínimo não cobre os custos de produção. Em maio, o governo federal elevou o preço mínimo da saca de 60 quilos do café arábica de R$ 261,69 para R$ 307, valor considerado insuficiente pelos cafeicultores. Recentemente, lançou regras para leilões em que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) comprará as sacas dos produtores por R$ 343.
Em entrevista à Agência Brasil no início da semana, o diretor-executivo da OIC, Robério Silva, disse que o temor de que o consumo de café não absorva a produção não procede. "O café passou ao largo da crise [econômica global]. As pessoas continuam consumindo", disse.
Além da referência à crise de preços, a carta da OIC, aprovada por delegados representantes dos países-membros, fala da necessidade de mais recursos para projetos de desenvolvimento da cafeicultura e se compromete a contribuir na busca de fontes de financiamento. O documento defende também a assistência técnica para os países afetados por doenças e pragas que atingem o grão.
"Na atual conjuntura, manifestamos grave preocupação com o surto de ferrugem de café na América Central, México e outros países produtores afetados, por constituir uma das crises fitossanitárias mais severas jamais registrada. Estamos empenhados em cooperar com os demais estados-membros e com as organizações internacionais", destaca o texto.
Segundo informações da organização, a Semana Internacional do Café movimentará R$ 20 milhões em negócios durante o evento e R$ 30 milhões indiretamente. A feira está sendo sediada em Belo Horizonte pelo fato de Minas Gerais ser o maior produtor do grão no país, responsável anualmente por mais de 50% da colheita brasileira. O Brasil é o maior produtor mundial de café.
No ano passado, 50,83 milhões de sacas de café foram colhidas no Brasil. Este ano, a previsão da Conab é que sejam colhidas 47,54 milhões de sacas, por se tratar de período de baixa bienalidade (alternância anual entre grandes e pequenas produções).
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Perspectivas para a economia mundial têm melhorado, segundo Tombini

Economia



Perspectivas para a economia mundial têm melhorado, segundo Tombini
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/perspectivas-para-economia-mundial-tem-melhorado-segundo-tombini
Sep 12th 2013, 16:18

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse hoje (12) que "as perspectivas para a economia internacional têm melhorado", durante encontro com dirigentes da Associação Nacional de Jornais, em São Paulo. Ele entende que a economia mundial está em transição, dando início ao processo de normalização das condições monetárias.
O encontro foi fechado à imprensa, mas a assessoria do banco divulgou nota na qual salientou que o momento de transição apresenta desafios para os quais o Brasil está preparado, e "o BC tem atuado para reduzir a volatilidade (variação) decorrente desse processo".
Tombini destacou a importância do programa de leilões de swap cambial [método equivalente à venda de dólares no mercado futuro], promovidos de segunda-feira a quinta-feira, e os leilões de venda de dólares com compromisso de recompra, sempre às sextas-feiras.
O programa, segundo ele, além de conferir previsibilidade, oferece proteção cambial aos agentes econômicos durante o período de transição da economia internacional. Desde a sua adoção, no último dia 22, o real valorizou mais de 6% em relação ao dólar norte-americano e apresentou o melhor desempenho entre os países emergentes, acrescentou.
O presidente do banco destacou que o crescimento interno da atividade econômica tem se materializado de forma gradual, com destaque para o desempenho da produção de bens de capital, ligados ao investimento.
Disse, também, que a consolidação da economia como um todo, e do investimento em particular, passa pelo fortalecimento da confiança das empresas e das famílias, manifestada, em parte, no aumento das vendas no varejo, em julho, conforme números divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Fato que, no seu entender, "corrobora a perspectiva de melhora da economia e da confiança".


Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Valor Bruto da Produção em 2013 será R$ 411,9 bilhões, diz ministério

Economia



Valor Bruto da Produção em 2013 será R$ 411,9 bilhões, diz ministério
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/valor-bruto-da-producao-em-2013-sera-r-4119-bilhoes-diz-ministerio
Sep 12th 2013, 16:40

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou hoje (12) mais uma estimativa de Valor Bruto da Produção (VBP) para o ano de 2013. Segundo estudo do órgão, feito com dados coletados em agosto, o montante ficará em R$ 411,9 bilhões, sendo R$ 276 bilhões referentes às lavouras e R$ 135,9 bilhões referentes à atividade pecuária.
É a primeira vez, desde o início da série histórica do índice, que o Ministério da Agricultura faz estimativa também para a pecuária. O órgão divulgava mensalmente apenas projeções para as lavouras. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, entidade que representa os produtores rurais, era a única a divulgar estimativas de valor bruto tanto para as lavouras quanto para a pecuária. O valor bruto da produção mede a combinação entre preço e quantidade.
De acordo com o estudo do Ministério da Agricultura, os produtos com melhor desempenho nas lavouras são soja em grão (valor bruto de produção em R$ 81,9 bilhões), cana-de-açúcar (R$ 48,1 bilhões), milho (R$ 36,6 bilhões), laranja (R$ 20,7 bilhões) e tomate (R$ 11,2 bilhões). Quanto à pecuária, a produção de bovinos pode chegar a R$ 47,3 bilhões e a de frangos, a R$ 46,32 bilhões. Os dois devem responder por 69% do valor da atividade no ano. A produção de suínos deve gerar a um montante mais modesto, de R$ 11,9 bilhões.
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Balança do agronegócio tem superávit de US$ 8,7 bilhões em agosto

Economia



Balança do agronegócio tem superávit de US$ 8,7 bilhões em agosto
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/balanca-do-agronegocio-tem-superavit-de-us-87-bilhoes-em-agosto
Sep 12th 2013, 15:25

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A balança comercial do agronegócio teve superávit de US$ 8,7 bilhões em agosto e saldo positivo de US$ 57,7 bilhões nos oito primeiros meses de 2013. Os números foram divulgados hoje (12) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O complexo soja (grão, farelo e óleo), o setor sucroalcooleiro e as carnes mais uma vez puxaram o bom desempenho das exportações.
No mês passado, as exportações do complexo soja somaram US$ 3,6 bilhões, o equivalente a 35,6% dos US$ 10,1 bilhões exportados. No período de janeiro a julho, foi responsável por 36% de US$ 58,8 bilhões vendidos. O complexo sucroalcooleiro respondeu por US$ 1,6 bilhão, ou 16,5% das vendas externas. As carnes tiveram receita de US$ 1,3 bilhão no período, o equivalente a 14% do total exportado.
Com relação aos países de destino, a China recebeu US$ 2,7 bilhões das exportações agrícolas do Brasil em 2013, o equivalente a uma participação de 27,5%. A parcela das vendas externas recebida pelo país asiático cresceu com relação a 2012, quando era 20,5%. Os Estados Unidos ocuparam o segundo lugar em participação, adquirindo 7,5% do volume exportado. Em terceiro lugar ficaram os Países Baixos com 6,5%.

Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Estudo mostra que DF tem potencial para ser polo agroindustrial

Economia



Estudo mostra que DF tem potencial para ser polo agroindustrial
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/estudo-mostra-que-df-tem-potencial-para-ser-polo-agroindustrial
Sep 12th 2013, 15:36

Agência Brasil
Brasília - A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) divulgou nesta quinta-feira (12), o estudo Safra 2012 e 2013 Produção Recorde de Grãos no Brasil e na Região Geoeconômica de Brasília (RGB) e Evolução no Período 1990 a 2013. Os dados colhidos pela empresa demonstram o forte crescimento do Brasil, em particular da Região Centro-Oeste, na produção de grãos, nas últimas duas décadas. O país evoluiu de 2,6%, em 1990, para 6% neste ano, com volume recorde de produção de 189,3 milhões de toneladas. O Centro-Oeste é a principal região produtora do país, com 78,6 milhões de toneladas de grãos.
O presidente da Codeplan, Julio Miragaya, defende investimentos de infraestrutura para que a capital federal se torne um polo de atividade agropecuária com a produção de insumos, sementes, fertilizantes e maquinário. Ele destacou o fato da economia do Distrito Federal estar baseada no setor terciário. No entanto, para que isso ocorra ele ressaltou a necessidade de investimentos maciços na melhoria da distribuição de energia em toda a região, insumo essencial para o setor.
As três culturas de destaque no Brasil – soja, milho e arroz - responderam por cerca de 90,5% no total da produção de grãos produzidos em 2012. Somente a soja e o milho foram responsáveis por 83,6% do total que, em 2013, subiu para 85,2%. A cultura da soja se sobressai na Região Centro-Oeste, com uma produção de 38,2 mil toneladas em 2013, totalizando 47% da produção nacional.
Segundo o estudo, tal concentração tem levado a inibição da área dedicada a outros grãos, voltados para a alimentação básica da população como feijão, arroz e trigo, assim como os cultivos de mandioca e de banana, o que leva ao encarecimento desses produtos no mercado interno.
Nesse contexto de forte produção de grão no Brasil, o crescimento concentrou-se em áreas recentemente abertas, seja nas velhas fronteiras como na Região Centro-Oeste, ou nas novas fronteiras, como a chamada região Mapitoba, que compreende o sul do Maranhão e do Piauí, o leste do Tocantins e o oeste da Bahia, com perigosa tendência de se expandir em áreas da Floresta Amazônica.
Perguntado sobre eventuais danos ambientais por causa da expansão da fronteira agrícola no país e, especialmente no Centro-Oeste, Julio Miragaya disse que "nenhum estudo pode ter a pretensão de [prever] todos os aspectos, de todas as variáveis". Ele acrescentou que o estudo apresentado hoje "foca em uma situação dada. O estudo mostra a questão econômica. Gostemos ou não isso é um fato, alguns setores estão se apropriando dessa condição de grande região agrícola, que é o caso de Goiânia (GO), São Paulo (SP) e Uberlândia (MG)".
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Ministro diz que TCU avalia edital de leilão de ferrovias

Economia



Ministro diz que TCU avalia edital de leilão de ferrovias
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/ministro-diz-que-tcu-avalia-edital-de-leilao-de-ferrovias
Sep 12th 2013, 14:21

Flávia Albuquerque

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O ministro dos Transportes, César Borges, disse hoje que o Tribunal de Contas da União (TCU) está avaliando o edital do modelo de concessão de ferrovias previstos no Programa de Investimentos em Logística. Segundo ele, o governo está disposto a esclarecer todas as dúvidas.
"Eu espero que o TCU possa aprovar o que encaminhamos. Dependemos do TCU e todo o prazo será em função do prazo em que o modelo for aprovado. Estamos fazendo todas as adaptações que o tribunal pede, mas não tenho nenhuma informação oficial sobre qualquer tipo de mudança no modelo", esclareceu o ministro, que participou hoje (12) de um encontro com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde apresentou o Programa de Investimentos em Logística, lançado em agosto do ano passado pelo governo federal.
Sobre rodovias, o ministro está otimista com o primeiro leilão, previsto para a semana que vem. Os interessados deverão apresentar as propostas amanhã (13). A abertura dos envelopes e o anúncio dos vencedores serão na próxima quarta-feira (18).
As duas primeiras rodovias a serem leiloadas serão a BR-262, com 377 quilômetros, e a BR-050, com 426 quilômetros. "A expectativa que vejo pela imprensa é a de que haja muitos concorrentes e com isso possa se conseguir reduções nos valores que foram prefixados para o pedágio. O deságio é totalmente imprevisível. Eu li na mídia que poderia chegar a 40%. Temos que esperar a abertura dos envelopes. Os empresários se mostraram otimistas, dizendo que vão participar", disse após encontro.

Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

ONU: bancos centrais não podem se limitar ao controle da inflação

Economia



ONU: bancos centrais não podem se limitar ao controle da inflação
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/onu-bancos-centrais-nao-podem-se-limitar-ao-controle-da-inflacao
Sep 12th 2013, 15:15

Vinícius Lisboa

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - Os bancos centrais e de desenvolvimento devem buscar formas de canalizar o crédito para o investimento produtivo, recomendou a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento no Relatório de Comércio e Desenvolvimento 2013, divulgado hoje (12). Com o novo direcionamento, os recursos poderão ser usados para ajudar os países em desenvolvimento a enfrentar desafios do mundo pós-crise, em que as demandas interna e regional ganharão maior importância.
"Não é razoável que o Banco Central se preocupe apenas com a inflação e a estabilidade dos preços usando somente um único instrumento, que é a taxa de juros de política econômica. A ideia é a de que o Banco Central tem outras responsabilidades a cumprir. Ele é o responsável pela estabilidade financeira e isso passa por um crescimento equilibrado. Ele deve atuar em coordenação com outras instâncias governamentais", disse o professor do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Antonio Carlos Macedo e Silva, que apresentou a publicação no Brasil.
O relatório chama atenção para a oferta de crédito antes e durante a crise financeira iniciada em 2008, que muitas vezes foi direcionada ao consumo e a bolhas de ativos como a do setor imobiliário, em vez de privilegiar em longo prazo a indústria, a agricultura, os serviços e a infraestrutura.
De acordo com o estudo, os países em desenvolvimento deverão acelerar o ritmo de acumulação de capitais, o que requer maior organização e gestão dos sistemas financeiros, para garantir financiamento estável e de longo prazo para a expansão da capacidade produtiva. Para a ONU, as mudanças propostas devem ser implementadas considerando o papel maior dos mercados domésticos e regionais com os novos padrões de demanda internacional.
As políticas dos países em desenvolvimento devem incentivar o investimento doméstico dos lucros e a alocação de crédito para atividades que levem à criação de emprego e ao crescimento sustentável e possibilitem menos vulnerabilidade ao cenário externo. Segundo o relatório, será preciso contar cada vez mais com as fontes de financiamento internas, pois, nas últimas três décadas, a dependência excessiva de fluxo de capital privado aumentou a instabilidade em vez de apoiar o crescimento de longo prazo.
O documento também pede maior regulação do sistema financeiro para garantir estabilidade financeira e monetária, com papel mais ativo para os bancos centrais, para os bancos de desenvolvimento e para instituições de crédito especializadas. Essas medidas governamentais devem ser usadas também em situações normais e não apenas em casos excepcionais, como crises.
Segundo o relatório, papel principal nessa mudança cabe aos bancos centrais, que devem incentivar ou obrigar os bancos privados a garantir mais empréstimos para o setor produtivo. Já os bancos de desenvolvimento devem oferecer empréstimos e serviços financeiros que as instituições privadas não podem ou não querem fornecer, como a novas empresas, empresas de pequeno porte e empresas inovadoras, ou projetos de desenvolvimento de longa maturação em pesquisa e infraestrutura.
A publicação defende que essa maior variedade de fontes de crédito tem maior probabilidade de direcionar os empréstimos a usos produtivos do que um sistema dominado por grandes bancos globais que não são apenas "muito grandes para falhar", mas também "grandes demais para gerir" e "grandes demais para regular".
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Para dirigentes lojistas, resultado do comércio é positivo mas sugere cautela

Economia



Para dirigentes lojistas, resultado do comércio é positivo mas sugere cautela
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/para-dirigentes-lojistas-resultado-do-comercio-e-positivo-mas-sugere-cautela
Sep 12th 2013, 12:48

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) consideram positivo o resultado de crescimento do comércio varejista, mas indicam que o setor ainda está cauteloso ante os números.
Segundo nota divulgada hoje (12), o resultado da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi uma "surpresa positiva". O IBGE anunciou crescimento de 1,9% no volume de vendas do comércio varejista em julho – o maior resultado desde janeiro de 2012 (2,8%).
Para a CNDL e o SPC, "o resultado é muito positivo, mas existe uma hipótese de que o bom resultado tenha sido motivado pelo efeito base do mês de junho, quando boa parte do comércio teve que fechar as portas por conta da forte onda de manifestações que ocorreram no país e pelos vários feriados decretados em função da Copa das Confederações".
A nota diz ainda que o resultado é ótimo, mas alerta que o comércio pode acompanhar a tendência da indústria que cresceu e logo depois recuou. Para a CNDL e o SPC, é importante aguardar o desempenho de agosto, que vai mostrar se existe uma tendência de recuperação para o segundo semestre ou se o resultado é um pico passageiro.

Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Taxas de juros para pessoas físicas têm a quarta alta do ano, diz Anefac

Economia



Taxas de juros para pessoas físicas têm a quarta alta do ano, diz Anefac
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/taxas-de-juros-para-pessoas-fisicas-tem-quarta-alta-do-ano-diz-anefac
Sep 12th 2013, 12:17

Fernanda Cruz

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – A taxa de juros média para pessoa física no mês de agosto ficou em 5,51%, a quarta alta registrada este ano. O índice apresentou elevação de 0,03 ponto percentual em relação a julho, segundo pesquisa da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).
Das seis linhas pesquisadas, apenas uma manteve estabilidade, o crédito rotativo do cartão de crédito, que permaneceu em 9,37%. Os juros do comércio tiveram elevação de 0,24%, passando de 4,1% (61,96% ao ano) registrado em julho, para 4,11% (62,15% ao ano) em agosto. O cheque especial teve alta de 0,51%, passando de 7,77% (145,46% ao ano) em julho, para 7,81% (146,55% ao ano) em agosto.
O crédito direto ao consumidor (CDC), nos bancos ou por intermédio das lojas, subiu 1,9%, passando de 1,58% (20,7% ao ano) em julho, para 1,61% ao mês (21,13% ao ano) em agosto. O empréstimo pessoal feito em bancos apresentou alta de 0,65%, passando de 3,08% (43,91% ao ano) em julho, para 3,1% (44,25% ao ano) em agosto. Já o empréstimo pessoal feito em financeiras subiu 0,57%, passando de 6,99% (124,97% ao ano) em julho, para 7,03% (125,98% ao ano) em agosto.
A taxa média de juros para pessoa jurídica também subiu, passando de 3,13% (44,75% ao ano) em julho, para 3,16% (45,26% ao ano) em agosto.
Segundo o coordenador de estudos econômicos da Anefac, Miguel Ribeiro de Oliveira, essas altas podem ser atribuídas ao aumento da taxa básica de juros (Selic), de 8,5% para 9% ao ano. De acordo com ele, as pressões inflacionárias e uma possível elevação da Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) devem fazer com que as taxas de juros das operações de crédito voltem a aumentar nos próximos meses.
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Mantega: resultado das vendas mostra recuperação do consumo

Economia



Mantega: resultado das vendas mostra recuperação do consumo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/mantega-resultado-das-vendas-mostra-recuperacao-do-consumo
Sep 12th 2013, 10:15

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O resultado das vendas no varejo comprova que há uma recuperação do consumo no país, avaliou hoje (12) o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo ele, a queda da inflação também tem ajudado a melhorar o resultado.
"[Isso] mostra que a queda da inflação já está possibilitando que o consumidor tenha mais poder aquisitivo, o crédito está melhorando um pouquinho e isso se reflete nas vendas do varejo que foram muito boas", disse.
Hoje (12), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou que o comércio varejista cresceu 1,9% no volume de vendas em julho, o maior resultado desde janeiro de 2012 (2,8%).
Entre as dez atividades pesquisadas, oito apresentaram variações positivas no volume de vendas, com destaque para tecidos, vestuário e calçados (5,4%).
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Publicada desoneração de PIS/Pasep e Cofins sobre serviços de transporte municipal

Economia



Publicada desoneração de PIS/Pasep e Cofins sobre serviços de transporte municipal
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/publicada-desoneracao-de-pispasep-e-cofins-sobre-servicos-de-transporte-municipal
Sep 12th 2013, 10:31

Da Agência Brasil
Brasília - Publicada, sem vetos, no Diário Oficial da União, a lei que desonera as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins sobre a receita decorrente da prestação de serviços de transporte coletivo municipal rodoviário, metroviário, ferroviário e aquaviário de passageiros.
A lei alcança também as receitas provenientes da prestação dos referidos serviços em regiões metropolitanas.



Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Proporção de empresas que pretendem aumentar investimentos cai para 34% em agosto, diz FGV

Economia



Proporção de empresas que pretendem aumentar investimentos cai para 34% em agosto, diz FGV
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/proporcao-de-empresas-que-pretendem-aumentar-investimentos-cai-para-34-em-agosto-diz-fgv
Sep 12th 2013, 09:24

Vitor Abdala

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O percentual de empresas industriais que pretendem investir mais nos próximos 12 meses caiu em agosto em relação a maio. De acordo com números da Sondagem de Investimentos da Fundação Getulio Vargas (FGV) de agosto, 34% das empresas dizem que os investimentos serão maiores que nos últimos 12 meses. Na sondagem anterior (de maio), o percentual era 51%.
A pesquisa também constatou que o percentual de empresas que pretendem investir menos subiu de 15% em maio para 17% em agosto.
A piora também é percebida nos investimentos feitos nos últimos 12 meses. De acordo com a sondagem de agosto, 36% das empresas disseram ter investido mais nesse período do que nos 12 meses anteriores, enquanto 25% investiram menos. Na sondagem de maio, os percentuais haviam sido de 45% e 22% respectivamente.
Em relação ao destino dos investimentos neste ano, 39% das empresas optaram por gastar majoritariamente com máquinas e equipamentos nacionais. Outras opções são: ampliação e reformas (23%) e máquinas e equipamentos estrangeiros (17%). As principais fontes de investimento em 2013 são os lucros e reservas (62%), seguido por empréstimos no país (31%).
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Vendas no varejo têm em julho melhor resultado desde janeiro de 2012

Economia



Vendas no varejo têm em julho melhor resultado desde janeiro de 2012
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-12/vendas-no-varejo-tem-em-julho-melhor-resultado-desde-janeiro-de-2012
Sep 12th 2013, 09:43

Flávia Villela

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O comércio varejista cresceu 1,9% no volume de vendas em julho, o maior resultado desde janeiro de 2012 (2,8%) informou hoje (12) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O crescimento da receita nominal foi 2%, a maior variação desde junho de 2012 (2,4%).
Entre as dez atividades pesquisadas, oito apresentaram variações positivas no volume de vendas, com destaque para tecidos, vestuário e calçados (5,4%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (3,9%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (3,5%), móveis e eletrodomésticos (2,6%) e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,8%). As atividades que tiveram variação negativa foram combustíveis e lubrificantes (-0,4%) e veículos e motos, partes e peças (-3,5%). Na comparação com julho de 2012, todas as atividades cresceram.
O segmento de móveis e eletrodomésticos, com aumento de 11% no volume de vendas em relação a julho do ano passado, foi responsável pela maior participação (22,4%) da taxa global do varejo no mês. Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com variação de 2,6% em julho sobre o mesmo mês de 2012, foram responsáveis pela segunda maior participação no resultado do varejo (21,8%). Apesar do aumento, segundo o IBGE, a atividade apresenta desempenho abaixo da média, devido aos preços dos alimentos, que cresceram acima do índice geral no período de 12 meses: 11,9% no grupo alimentação no domicilio, contra 6,3% da inflação global, segundo o IPCA. A atividade de outros artigos de uso pessoal e doméstico cresceu 12% em relação a julho de 2012 e teve o terceiro maior impacto (18,9%).
O comércio ampliado, que inclui o varejo e as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, variou 0,6% em julho na comparação com junho para o volume de vendas e 0,8% para a receita nominal. A taxa para veículos, motos, partes e peças caiu 3,5% em relação a junho. Comparando com julho do ano anterior, a variação foi -1,8%.
Segundo o IBGE, o Acre foi a única das 27 unidades da Federação a obter resultado negativo em julho, com queda de -1,7% no volume de vendas em relação a julho do ano passado. Os estados que mais cresceram no comércio varejista em julho foram: Mato Grosso do Sul (15,7%), a Paraíba (13,8%), o Rio Grande do Norte (10,9%), Rondônia (10,9%) e Pernambuco (10,7%). Na comparação com junho passado, para o volume de vendas, 21 unidades da Federação cresceram, com destaque para: Mato Grosso do Sul (6%), São Paulo (3,2%), o Rio de Janeiro (2,6%), Rio Grande do Sul (2,6%) e Santa Catarina (2,5%). As maiores quedas foram registradas em Roraima (-1,4%), Mato Grosso (-1,4%) e no Tocantins (-0,9%).
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni