Banco Central mantém leilões diários de dólares

23 de setembro de 2013

Economia



Banco Central mantém leilões diários de dólares
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/banco-central-mantem-leiloes-diarios-de-dolares
Sep 23rd 2013, 20:10

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil

Brasília – O programa de oferta diária de dólares ao mercado, iniciado no dia 22 de agosto, está funcionando bem, e "não há notícia do nosso lado" sobre possível mudança na política monetária, disse hoje (23) o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, durante teleconferência com a imprensa estrangeira, cujo áudio foi disponibilizado depois na internet.
A pergunta foi motivada pela decisão adotada pelo Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) na última quarta-feira (18), mantendo a política de compra de títulos no valor aproximado de US$ 85 bilhões por mês para estimular a economia americana. A medida ajudou a conter a cotação do dólar no Brasil e nas demais economias emergentes.
A decisão do Fed abriu a perspectiva de possível alteração dos leilões diários do BC, e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, chegou a admitir, na semana passada, a hipótese de o BC reduzir a intervenção no câmbio. Isso porque muita coisa mudou de 22 de agosto para cá, quando o dólar fechou a R$ 2,42 – atualmente a moeda americana está cotada a pouco mais de R$ 2,20.
Apesar da desvalorização em torno de 8% em um mês, Tombini considera adequado o programa de leilões diários, que oferece US$ 500 milhões em swap cambial (o equivalente à venda de dólares no mercado futuro) de segunda-feira a quinta-feira, e US$ 1 bilhão das reservas internacionais com compromisso de recompra futura, às sextas-feiras.
Com esse programa, o BC espera movimentar US$ 60 bilhões no mercado, de modo a reduzir a volatilidade (alteração súbita) do câmbio e oferecer mais proteção às empresas. Tombini disse que a decisão do Fed não muda a política monetária brasileira, mas ressaltou que será melhor que o banco norte-americano, quando for retirar os subsídios, não o faça de uma vez. "Quanto mais gradual a mudança, melhor para os emergentes", acrescentou Tombini.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Licitação de ferrovias terá modelagem sólida e financiamento com segurança, diz ministro

Economia



Licitação de ferrovias terá modelagem sólida e financiamento com segurança, diz ministro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/licitacao-de-ferrovias-tera-modelagem-solida-e-financiamento-com-seguranca-diz-ministro
Sep 23rd 2013, 18:38

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil

Brasília – Técnicos do governo e do Tribunal de Contas da União (TCU) vão trabalhar em conjunto nas próximas semanas para definir a modelagem do processo de licitação no setor de ferrovias, que será apresentado por medida provisória ou projeto de lei, anunciou hoje (23) o ministro dos Transportes, César Borges. Segundo ele, será feita uma avaliação completa de todas as pendências estruturais, técnicas e legais, para que se obtenha um processo sólido de concessões e modelagem de financiamento com toda segurança. Borges disse que, até o final de outubro, "o processo deve estar bem maduro".
O ministro fez as afirmações depois de participar de reunião com o presidente do TCU, ministro Augusto Nardes, e com os ministros Gleise Hoffmann, chefe da Casa Civil da Presidência da República, Luís Inácio Adams, da Advocacia-Geral da União, e Wellington Moreira Franco, da Aviação Civil.
A reunião foi dividida em duas etapas. Na primeira, o principal assunto foi a licitação dos aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais. A licitação, que estava prevista para 21 de outubro, será adiada para 22 de novembro, informou o ministro Moreira Franco.
A questão das ferrovias foi discutida em seguida, mas sem definição de prazos, disse o ministro César Borges. Segundo Borges, é interesse do Ministério dos Transportes concluir, no menor tempo possível, as análises relativas aos trechos a serem concedidos. Se depender da disposição do presidente do TCU, não haverá muita demora. Augusto Nardes disse que talvez possa pautar a modelagem de licitações dos aeroportos para 2 de outubro. A definição sobre ferrovias virá em seguida.
Mais importante que os prazos, no seu entender, é o fato de o governo ter aceitado as ponderações do TCU. "Essa abertura maior é positiva para o Brasil, pois nos permite chegar a um texto que não deixe dúvidas. Além disso, o TCU tem flexibilidade para avaliar as execuções conforme o andar da carruagem", acrescentou.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Governo reduz exigência para leilão do aeroporto de Confins

Economia



Governo reduz exigência para leilão do aeroporto de Confins
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/governo-reduz-exigencia-para-leilao-do-aeroporto-de-confins
Sep 23rd 2013, 19:22

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O governo federal reduziu a experiência mínima de movimentação de passageiros para as empresas interessadas em administrar o Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte. Segundo o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, a exigência passou de 35 milhões de passageiros por ano para 20 milhões.
Pela regra anterior, a movimentação mínima de 35 milhões valia tanto para Confins quanto para o Galeão, no Rio de Janeiro. Agora, essa exigência continua apenas para o aeroporto do Rio.
Após participar de reunião no Tribunal de Contas da União (TCU), Moreira Franco informou que o leilão dos dois aeroportos está previsto para o dia 22 de novembro. Inicialmente, seria em 21 de outubro.
O ministro disse que o tribunal e o governo farão os ajustes técnicos para a licitação dos aeroportos o mais breve possível, de modo que o edital possa ser divulgado no início de outubro.
Também participaram da reunião o presidente do TCU, Augusto Nardes, os ministros César Borges (Transportes) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams.
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Balança tem terceiro superávit em setembro e volta a reduzir déficit acumulado

Economia



Balança tem terceiro superávit em setembro e volta a reduzir déficit acumulado
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/balanca-tem-terceiro-superavit-em-setembro-e-volta-reduzir-deficit-acumulado
Sep 23rd 2013, 15:38

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A balança comercial brasileira voltou a registrar superávit (com exportações maiores do que as importações) na terceira semana de setembro. Houve saldo positivo de US$ 591 milhões. Com isso, o déficit acumulado no ano voltou a cair, de US$ 2,85 bilhões para US$ 2,26 bilhões. O superávit foi resultado de exportações de US$ 5 bilhões e importações de US$ 4,41 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (23) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
Na terceira semana de setembro, houve inversão do quadro verificado até a segunda semana. As vendas de produtos de maior valor agregado (manufaturados e semimanufaturados) cresceram na comparação semanal e o comércio de produtos básicos, que vinha se mostrando aquecido, sofreu retração. As exportações de semimanufaturados cresceram 9,6%, segundo o critério da média diária, encabeçadas por açúcar, celulose, óleo de soja, ligas de ferro, alumínio e ferro fundido. Óleos combustíveis, suco de laranja, máquinas para terraplanagem, pneumáticos e hidrocarbonetos ajudaram no resultado dos manufaturados, cujas vendas externas cresceram 1,8%.
As vendas de básicos caíram 2,2% na comparação com a segunda semana de setembro. Os principais responsáveis foram petróleo bruto, milho, farelo e grão de soja e carne bovina. Esses mesmos produtos haviam puxado a alta nas exportações de produtos de menor valor agregado nas duas primeiras semanas de setembro.
Nas importações, a média diária até a terceira semana de setembro recuou 2,1% tanto ante setembro do ano passado quanto em relação a agosto deste ano. No comparativo com agosto, decresceram principalmente os gastos com produtos farmacêuticos (-26,4%), automóveis e partes (-9,7%), siderúrgicos (-5,6%), químicos orgânicos e inorgânicos (-3,2%) e adubos e fertilizantes (-2,8%). Já em relação a setembro de 2012, recuaram as compras de combustíveis e lubrificantes (-3%), equipamentos mecânicos (-2,6%) e químicos orgânicos e inorgânicos (-2,4%).
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Licitação de Cofins e Galeão sofrerá atraso de um mês

Economia



Licitação de Cofins e Galeão sofrerá atraso de um mês
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/licitacao-de-cofins-e-galeao-sofrera-atraso-de-um-mes
Sep 23rd 2013, 16:28

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O governo vai atrasar em um mês o leilão de privatização dos aeroportos do Galeão, no Rio, e de Cofins, em Belo Horizonte, informou hoje ( 23) o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco.
O ministro falou após reunião no Tribunal de Contas da União (TCU) da qual participaram os ministros Augusto Nardes, presidente do TCU, Gleise Hoffmann, da Casa Civil, César Borges, dos Transportes, e o Advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams.
Moreira Franco disse que o tribunal e o governo farão os ajustes técnicos da licitação dos aeroportos o mais breve possível, de modo a que o edital posar ser divulgado no início de outubro. Com isso, o leilão marcado para 21 de outubro será no dia 22 de novembro.

Edição Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Receita atribui crescimento da arrecadação à lucratividade das empresas

Economia



Receita atribui crescimento da arrecadação à lucratividade das empresas
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/receita-atribui-crescimento-da-arrecadacao-lucratividade-das-empresas
Sep 23rd 2013, 13:45

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil

Brasília - A lucratividade das empresas foi a grande responsável pelo crescimento da arrecadação em agosto, informou o secretário adjunto da Receita Federal, Luiz Fernando Teixeira Nunes. A Receita anunciou hoje (23) que o governo federal arrecadou R$ 83,956 bilhões em impostos e contribuições em agosto, recorde para o período. Houve crescimento real de 2,68% em relação ao mesmo período de 2012, descontada a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Segundo Nunes, o resultado mostra um cenário de recuperação da economia.
Os tributos que mais refletem esse crescimento são o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). De acordo com o secretário adjunto, a estimativa mensal desses tributos, corrigida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), cresceu 18,81% entre janeiro e agosto de 2013 ante o mesmo período do ano passado.
"Esse crescimento é forte e mostra um cenário de recuperação da economia. É o reflexo da lucratividade da empresa no ano corrente", destacou Nunes.
O secretário adjunto lembrou ainda que, como os impostos de parte das empresas são pagos pelo lucro presumido, se elas não estão utilizando o balancete de suspensão – que dá direito a corrigir o pagamento acima do devido –, é porque não estão tendo lucro abaixo do esperado. "As estimativas são mensais e, evidentemente, elas avaliam que, se pagaram mais do que as demais, podem fazer balancetes de suspensão. Mas a avaliação é que a estimativas vêm aumentando e os balancetes de suspensão não são reajustados, pois o resultado vem melhorando", explicou.
De acordo com a Receita, entre os principais fatores que influenciaram a arrecadação está o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos, incluindo a produção industrial, com crescimento de 1,35% entre dezembro de 2012 e julho de 2013, e a venda de bens e serviços (3,96% na mesma comparação). Houve ainda, no período, aumento da massa salarial, de 11,65%, e do valor em dólares das importações, de 4,63%. Todos os percentuais têm fato gerador em julho e influência na arrecadação de agosto.
Diante desse cenário, a expectativa da Receita Federal é que a arrecadação registre no final do ano crescimento de 3% em comparação ao mesmo período de 2012, mesma projeção anunciada no mês passado por Luiz Fernando Nunes. Ele informou que, para obter o resultado, o órgão não conta com a arrecadação extra em decorrência de programas de refinanciamento de tributos atrasados, que voltaram a ser estudados pelo governo e pelo Congresso Nacional.
"Não levamos em consideração os programas de recuperação fiscal [Refis]. Essa matéria não foi decidida no âmbito do Receita e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional", disse. O Fisco tem se posicionado, em diversas ocasiões, contra os Refis. Perguntado sobre a decisão de reabrir esses programas, o secretário adjunto disse que essas medidas não dependem do Fisco, mas sim do Legislativo e de instâncias superiores do Executivo.
"A decisão política não é da Receita Federal. Ela envolve outras variáveis, como variáveis econômicas. Dependem também da dificuldade de empresas de determinados setores. A decisão é em outras esferas e não vou opinar se elas são certas ou erradas se a sanção presidencial ocorrer."
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Intenção de consumo das famílias paulistanas cai 1,5% em agosto

Economia



Intenção de consumo das famílias paulistanas cai 1,5% em agosto
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/intencao-de-consumo-das-familias-paulistanas-cai-15-em-agosto
Sep 23rd 2013, 11:22

Da Agência Brasil
São Paulo - A Intenção de Consumo das Famílias caiu 1,5% em agosto na comparação com julho, segundo levantamento divulgado hoje (23) pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em relação a agosto do ano passado, a queda foi maior: 15,1%.
De acordo com a entidade, o resultado obtido é reflexo da insatisfação das famílias paulistanas em relação às condições econômicas atuais e aos serviços públicos, que foram pauta das manifestações ocorridas em junho e ainda causam impacto na intenção de compra.
Em uma escala que varia de 0 a 200 pontos, foi registrado um índice de 120,6. O resultado é considerado satisfatório, pois ultrapassou a marca dos 100. No entanto, a pontuação de agosto foi a segunda menor da série histórica iniciada no mesmo mês de 2009, quando atingiu 120,3 pontos.
A FecomercioSP registrou queda em cinco dos sete itens avaliados. O que mais caiu foi o nível de consumo atual (5,9%), que chegou a 89,8 pontos – menor pontuação da série histórica. O segundo pior resultado foi o da renda atual (-4%), seguido por momento para duráveis (-3,8%), acesso ao crédito (-2%), e emprego atual (-1,3%).
Os dois itens em que foram registradas alta são: perspectiva profissional (2,5%), e perspectiva de consumo (4%). Segundo a entidade, esses números "podem indicar uma perspectiva de reversão da trajetória da intenção de consumo, aliado à inflação desacelerada e à taxa de desocupação ainda baixa".
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Arrecadação federal é recorde em agosto

Economia



Arrecadação federal é recorde em agosto
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/arrecadacao-federal-e-recorde-em-agosto
Sep 23rd 2013, 10:57

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O governo federal arrecadou R$ 83,956 bilhões em impostos e contribuições em agosto, recorde para o período. O resultado representa crescimento real de 2,68% em relação ao mesmo período de 2012, descontada a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Os dados foram divulgados hoje (23) pela Receita Federal.
No acumulado do ano, a arrecadação federal somou R$ 722,234 bilhões, alta de 0,79% na comparação com o mesmo período do ano passado, também descontado o IPCA. Em termos nominais, a arrecadação aumentou R$ 48,658 bilhões de janeiro a agosto deste ano, sem a correção, pela inflação, dos valores arrecadados no mesmo período do ano passado.
De acordo com a Receita, entre os principais fatores que influenciaram a arrecadação está o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos, incluindo a produção industrial, com crescimento de 1,35% entre dezembro de 2012 e julho de 2013, e a venda de bens e serviços (3,96% na mesma comparação). Houve ainda, no período, aumento da massa salarial, de 11,65% e do valor em dólares das importações, com acréscimo de 4,63%. Todos os percentuais com fato gerador em julho e influência na arrecadação de agosto.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Inflação medida pelo IPC-S fica estável na terceira apuração de setembro

Economia



Inflação medida pelo IPC-S fica estável na terceira apuração de setembro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-23/inflacao-medida-pelo-ipc-s-fica-estavel-na-terceira-apuracao-de-setembro
Sep 23rd 2013, 09:30

Marli Moreira

Repórter da Agência Brasil
São Paulo - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ficou estável em 0,27% na terceira apuração de setembro. Quatro dos oito grupos pesquisados tiveram altas em índices acima dos aumentos anteriores, entre eles habitação que subiu de 0,40% para 0,43%, com destaque para o item móveis, com elevação de 0,50% ante 0,02%. Nesse grupo também houve a influência do aluguel, com taxa de 0,61% ante 0,58%.
O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas indica ainda maior velocidade nos reajustes em vestuário, de 0,47% para 0,65%, puxado principalmente pelos calçados, com aumento de 0,52% ante 0,23%. Em comunicação, o índice atingiu 0,14% ante 0,03%, em consequência da correção de preço dos pacotes de telefonia fixa e internet de 1,13% para 1,68%.
No grupo transportes, diminuiu pela quarta vez a intensidade da queda, que estava em baixa de 0,09% na segunda prévia de setembro e passou para -0,02%. No grupo educação, leitura e recreação, o índice decresceu de 0,49% para 0,21% como reflexo principalmente dos ingressos para shows musicais que ficaram 0,13% mais baratos, ante alta de 2,53%.
Em alimentação, a taxa atingiu 0,20% ante 0,23% e entre os motivos para a redução no ritmo de alta estão as hortaliças e os legumes (de -9,20% para -10,32%). No grupo despesas pessoais, a variação ficou em 0,22% ante 0,28% com decréscimo da ração animal (de 0,57% para 0,35%).
Houve estabilidade em saúde e cuidados pessoais, com 0,43%. No período, os preços cobrados em salão de beleza dispararam, pulando de 0,36% para 0,63%. Em compensação, o valor das consultas com psicólogos que havia ficado em média 0,64% mais caro na pesquisa anterior não teve alteração.
As cinco maiores influências no IPC foram: refeições em bares e restaurantes (de 1,03% para 0,94%); aluguel residencial (de 0,58% para 0,61%); plano e seguro de saúde (de 067% para 0,67%); tarifa de eletricidade residencial (de 0,85% para 0,81%) e leite tipo longa vida (de 2,25% para 1,97%).
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni