Conferência vai discutir propostas para o desenvolvimento sustentável do campo

14 de outubro de 2013

Economia



Conferência vai discutir propostas para o desenvolvimento sustentável do campo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/conferencia-vai-discutir-propostas-para-desenvolvimento-sustentavel-do-campo
Oct 14th 2013, 21:41


Heloisa Cristaldo

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O futuro rural do país vai estar em discussão durante a 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário. O evento ocorre até sexta-feira (17) e reunirá gestores, povos tradicionais e comunidades do campo. Eles vão elaborar o Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PNDRSS), que servirá de base para as políticas públicas de desenvolvimento do setor.
De acordo com Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), as propostas discutidas vão orientar no desenvolvimento da participação da agricultura familiar na sociedade e na economia brasileira. Serão discutidos 27 temas, como a preservação e recuperação ambiental, o desenvolvimento dos assentamentos e a formação de atores sociais e agentes de desenvolvimento.
Na abertura da conferência, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, ressaltou os avanços das políticas públicas relacionadas ao campo e destacou que o governo superou a ideia de que o país precisa primeiro distribuir renda para crescer. "Conseguimos superar a ideia de que o ajuste fiscal se basta a si mesmo", disse.
"Esta é a conferência de reconhecimento do papel da juventude, da participação social e da esperança crítica, porque temos esperança que nesses dez anos tivemos conquistas muito importantes, mas, para cada vitória que tivemos, existem carências que ainda precisam ser superadas", completou.
A agroecologia, o crédito e a educação no campo também vão estar em discussão no evento. Nas etapas territoriais, intermunicipais, estaduais e setoriais da conferência, foram debatidas mais de 11 mil propostas, das quais 388 serão analisadas agora na conferência nacional.
Durante três dias, os 1,2 mil delegados eleitos nas 27 unidades da Federação serão divididos em 12 comissões temáticas que discutirão blocos de propostas.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Aumenta demanda por alimentos de maior valor agregado, mostra estudo

Economia



Aumenta demanda por alimentos de maior valor agregado, mostra estudo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/aumenta-demanda-por-alimentos-de-maior-valor-agregado-mostra-estudo
Oct 14th 2013, 18:02

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A demanda por alimentos de maior valor agregado cresceu nos últimos cinco anos no Brasil, segundo estudo divulgado hoje (14) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. De acordo com o levantamento, a procura por itens como melão, vinho, uva e mamão cresceu acima de 3% ao ano, no período entre 2008 e 2013. O motivo para o salto qualitativo é a elevação da renda dos brasileiros.
"A demanda por produtos de maior valor agregado, como carne, frutas, queijo, leite e derivados, aumenta quando a renda sobe. Eles são diferentes do arroz e feijão, por exemplo, que crescem de maneira próxima ao crescimento da população, que foi 1,4% ao ano nos últimos cinco anos", explicou o coordenador de Planejamento Estratégico da pasta, José Garcia Gasques.
O levantamento apontou que, de 2008 a 2013, a demanda pelo arroz cresceu 1,3%, e pelo feijão, 1,2% ao ano. Os três alimentos cuja procura registrou maior crescimento no período foram queijo muçarela (3,77% ao ano), melão (3,72% ao ano) e mamão (3,59%). Também aumentou a demanda por vinho (3,2%), azeite (3%) e uva (3,38%). Tiveram destaque ainda itens como iogurte (2,97% ao ano) e carne (2,77%), que registraram alta abaixo de 3% mas acima do crescimento da população.
A pesquisa usou dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) para calcular a alta do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas de um país) per capita entre 2008 e 2012. O indicador subiu 8,5% no intervalo. Já a elevação da demanda pelos alimentos foi calculada por meio de uma fórmula, a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

País tem superávit comercial de US$ 718 milhões na segunda semana de outubro

Economia



País tem superávit comercial de US$ 718 milhões na segunda semana de outubro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/pais-tem-superavit-comercial-de-us-718-milhoes-na-segunda-semana-de-outubro
Oct 14th 2013, 16:21

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A balança comercial brasileira registrou superávit (exportações maiores que importações) de US$ 718 milhões na segunda semana de outubro. O saldo positivo resultou de US$ 4,86 bilhões em exportações e US$ 4,14 bilhões em importações no período. No acumulado do ano, a balança está superavitária em US$ 964 milhões. Até o fim de setembro, a balança estava negativa em US$ 1,6 bilhão. Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
A média diária das exportações na semana passada ficou em US$ 973,6 milhões. O número é 35,9% inferior ao registrado na primeira semana do mês, quando as vendas bateram recorde e atingiram US$ 1,5 bilhão em função da exportação de uma plataforma de petróleo. Na verdade, a plataforma não sairá do Brasil. Trata-se de um tipo de operação em que plataformas são adquiridas por subsidiárias da Petrobras no exterior por meio do Regime Aduaneiro Especial de Exportação e Importação de Bens Destinados à Produção e à Exploração de Petróleo e Gás (Repetro), que permite pagar menos impostos.
Graças ao impacto da operação com a plataforma de petróleo uma semana antes, a comercialização de manufaturados caiu 56,4% na segunda semana de outubro. Também contribuíram para o recuo o açúcar refinado, os veículos de carga, o etanol e os motores e geradores elétricos. A venda de produtos de menor valor agregado também sofreu queda, de 19,3%, em função de minério de ferro, petróleo bruto, milho em grão e algodão. Os semimanufaturados foram o único grupo a registrar aumento nas vendas na comparação semanal, de 31,3%. O aumento foi puxado por açúcar bruto, celulose, óleo de soja bruto e ouro semimanufaturado.
Do lado das importações, a média diária ficou em US$ 829,7 milhões, 21,5% inferior ao US$ 1 bilhão da primeira semana do mês. O recuo é explicado, principalmente, pela diminuição nas aquisições de combustíveis e lubrificantes, aparelhos eletroeletrônicos, adubos e fertilizantes e siderúrgicos.

Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Lobão anuncia diretoria da estatal que vai gerenciar exploração do pré-sal

Economia



Lobão anuncia diretoria da estatal que vai gerenciar exploração do pré-sal
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-10-14/lobao-anuncia-diretoria-da-estatal-que-vai-gerenciar-exploracao-do-pre-sal
Oct 14th 2013, 16:26

Brasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-salBrasília - O engenheiro Oswaldo Pedrosa Junior é o presidente da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal. O anúncio foi feito hoje (14) pelo ministro de Minas e Energia, Edison LobãoBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal. E/D: o diretor de Administração, Controle e Finanças, Antonio Claudio Pereira da Silva; o diretor técnico e de Fiscalização, Edson Yoshihito Nakagawa; o diretor presidente Oswaldo Pedrosa Junior; o ministro Edison Lobão; o secretário de Petróleo e Gás, Marco Antônio Martins Almeida; e o diretor de Gestão de Contratos, Renato de MatosBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal. E/D: o diretor técnico e de Fiscalização, Edson Yoshihito Nakagawa; o diretor presidente Oswaldo Pedrosa Junior; e o ministro Edison LobãoBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal. E/D: o diretor de Administração, Controle e Finanças, Antonio Claudio Pereira da Silva; o diretor técnico e de Fiscalização, Edson Yoshihito Nakagawa; o diretor presidente Oswaldo Pedrosa Junior; o ministro Edison Lobão; o secretário de Petróleo e Gás, Marco Antônio Martins Almeida; e o diretor de Gestão de Contratos, Renato de MatosBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-salBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-salBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-salBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal. E/D: o diretor de Administração, Controle e Finanças, Antonio Claudio Pereira da Silva; o diretor técnico e de Fiscalização, Edson Yoshihito Nakagawa; o diretor presidente Oswaldo Pedrosa Junior; o ministro Edison Lobão; o secretário de Petróleo e Gás, Marco Antônio Martins Almeida; e o diretor de Gestão de Contratos, Renato de MatosBrasília - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, anuncia os diretores da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), a estatal que vai gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Vendas para o Dia da Criança crescem 3,1%

Economia



Vendas para o Dia da Criança crescem 3,1%
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/vendas-para-dia-da-crianca-crescem-31
Oct 14th 2013, 15:35

Bruno Bocchini

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – As vendas de produtos relacionados ao Dia da Criança cresceram 3,1% na comparação com o ano passado. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio - Dia das Crianças 2013, divulgado hoje (14).
O resultado é semelhante ao verificado na semana do Dia dos Pais deste ano (crescimento de 3,3% nas vendas em relação ao mesmo período de 2012), porém mais fraco se comparado à semana do Dia da Criança de 2012, quando houve um aumento de 7,7% ante período equivalente de 2011.
De acordo com a Serasa, o desempenho observado pelo varejo no Dia da Criança deste ano sinaliza que as vendas do Natal deverão registrar crescimento inferior aos 5,1% verificados no ano passado.
"O custo do crédito em ascensão, determinado pelo atual ciclo elevação da taxa Selic, e a maior preocupação dos consumidores em renegociar seus débitos em atraso, ao invés de assumirem novos financiamentos, contribuem para manter um ritmo mais moderado de crescimento das vendas no comércio em suas principais datas comemorativas ao longo deste ano de 2013", diz nota divulgada pela empresa.
Na cidade de São Paulo, as vendas para o Dia da Criança cresceram 3,4% na semana da data, um aumento de 7,8%.
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Inflação para a terceira idade desacelera no terceiro trimestre

Economia



Inflação para a terceira idade desacelera no terceiro trimestre
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/inflacao-para-terceira-idade-desacelera-no-terceiro-trimestre
Oct 14th 2013, 10:06

Vinícius Lisboa

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) teve redução de 1,07 ponto percentual no terceiro trimestre do ano, com inflação de 0,19%. Os dados foram divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas.
A inflação acumulada em um ano na cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por idosos ficou abaixo do índice geral. Nos últimos doze meses, O IPC-3i soma 4,96%, enquanto o IPC-BR foi 5,29%.
A classe de despesa que mais contribuiu para a queda foi alimentação, que saiu de uma inflação de 0,55% no segundo trimestre para uma deflação de -1,79% no terceiro. O item hortaliças e legumes se destacou na queda de preços, com -33,25%.
Saúde e cuidados pessoais foi outra classe com decréscimo, de 2,66% para 1,19%. Os medicamentos tiveram papel importante para esse resultado, com queda de 4,40% para 0,02%. O mesmo se deu em habitação, de 1,70% para 1,04%, transportes, de 0,09% para -0,51%, e vestuário, de 2,78% para 0,40%.
As classes comunicação (de -0,55% para 0,17%), educação leitura e recreação (de 0,73% para 0,89%) e despesas diversas (de 0,40% para 0,53%) tiveram aumento da inflação. Tarifas de telefone residencial, hotel e clínica veterinária pesaram, nessa ordem, para cada grupo.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Empresário paulistano está mais otimista, mostra Fecomercio

Economia



Empresário paulistano está mais otimista, mostra Fecomercio
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/empresario-paulistano-esta-mais-otimista-mostra-fecomercio
Oct 14th 2013, 10:45

Marli Moreira

Repórter da Agência Brasil
São Paulo - Pelo segundo mês consecutivo, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio no Município de São Paulo aumentou ao passar de 110,1 pontos, em agosto, para 113,1 pontos, em setembro, uma alta de 2,7%. Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), em uma escala até 200 pontos, a avaliação é considerada de otimismo quando ultrapassa 100.
A melhora no quadro se deve à percepção de que a economia favorece bons negócios no momento atual. O índice usado para medir esse comportamento mostra um avanço de 12,4% no universo de pessoas consultadas que demonstraram mais otimismo sobre o presente. Apesar disso, a pontuação geral permanece na faixa considerada pessimista, com 88,2 pontos ante 78,4.
Em relação ao futuro, a pesquisa detectou certa cautela. O índice que apura o interesse em fazer novos investimentos apresentou queda de 3,7%. Ainda assim, a expectativa geral sobre a possibilidade de crescimento econômico no futuro aumentou 1% com 145,9 pontos ante 144,4.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Mercado reduz estimativa de inflação e eleva projeção do PIB

Economia



Mercado reduz estimativa de inflação e eleva projeção do PIB
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/mercado-reduz-estimativa-de-inflacao-e-eleva-projecao-do-pib
Oct 14th 2013, 09:28

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O mercado financeiro reduziu a projeção de inflação e elevou a estimativa de crescimento da produção industrial e do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas dos país. As informações fazem parte do boletim Focus – pesquisa semanal do Banco Central feita com os agentes do mercado financeiro.
Pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) a expectativa é que a inflação fique em 5,81% este ano e não mais em 5,82%, estimados anteriormente pelos investidores e analistas. Para o PIB, o mercado prevê crescimento de 2,48% em 2013. Anteriormente, a estimativa era 2,47%. A produção industrial também vai melhorar, avalia o mercado que, agora, projeta alta de 1,80% e não mais de 1,70%.
A taxa básica de juros (Selic) foi mantida em 9,75%, no final do ano, atualmente está em 9,5%. O dólar, na mesma comparação, foi reduzido para R$ 2,29 ante os R$ 2,30 da estimativa anterior. A projeção para o déficit em conta-corrente, um dos principais indicadores das contas externas, foi mantido em US$ 79 bilhões, com o saldo da balança comercial em US$ 1,99 bilhão e os investimentos estrangeiros diretos em US$ 60 bilhões.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Programa Crescer emprestou R$ 9 bilhões a pequenos empreendedores

Economia



Programa Crescer emprestou R$ 9 bilhões a pequenos empreendedores
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-14/programa-crescer-emprestou-r-9-bilhoes-pequenos-empreendedores
Oct 14th 2013, 08:21

Thais Leitão

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Em dois anos de criação, o Programa Crescer – que oferece microcrédito produtivo orientado para pequenos empreendedores – emprestou R$ 9 bilhões a 3,5 milhões de brasileiros. Ao fazer um balanço do plano, durante o programa semanal Café com a Presidenta de hoje (14), Dilma Rousseff disse que 64% das pessoas que tomaram o crédito para abrir ou expandir os pequenos negócios são mulheres.
Ela lembrou que, por meio do Crescer, são oferecidos empréstimos que vão de R$ 300 a R$ 15 mil, a juros de 5% ao ano. "Essas pessoas estão melhorando de vida, aumentando a renda da família e movimentando a economia nos seus bairros e na sua cidade. Com o Crescer, o governo federal está apoiando o espírito empreendedor do brasileiro, encorajando muita gente a abrir ou ampliar o próprio negócio", disse.
Dilma ressaltou que o crédito pode ser tomado por quem quer montar o próprio negócio ou já tem um empreendimento e fatura até R$ 120 mil por ano ou R$ 10 mil por mês. Quando o empréstimo é para capital de giro – usado no dia a dia do negócio, para comprar, por exemplo, mercadorias – o prazo para pagar é de até 12 meses. Em caso de empréstimo para investimento, como uma reforma, uma ampliação ou a compra de uma máquina, o prazo chega a três anos. O programa também conta com agentes que orientam os pequenos empreendedores a planejar as comprar, organizar os pagamentos, montar um fluxo de caixa e a separar o orçamento da empresa do rendimento da família.
O acesso aos recursos é feito por meio do Banco do Nordeste, da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil, do Bando da Amazônia, do Banrisul, do Banestes e da Agência de Fomento do Paraná.
Os empréstimos, nesses dois anos do Crescer, têm valor médio de R$ 1,3 mil e 95% das pessoas que tomam crédito pagam em dia. Além disso, 76% dos empréstimos do Crescer foram para o Nordeste e das 3,5 milhões de pessoas que receberam os recursos, 1,2 milhão são beneficiários do Bolsa Família. "Isso mostra que, mesmo recebendo o benefício, essas pessoas continuam lutando para aumentar a renda e melhorar de vida", acrescentou a presidenta.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni