Inadimplência segue em tendência de baixa desde março

12 de novembro de 2013

Economia



Inadimplência segue em tendência de baixa desde março
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/inadimplencia-segue-em-tendencia-de-baixa-desde-marco
Nov 12th 2013, 21:16

Da Agência Brasil
Brasília - O número de consumidores inadimplentes no Brasil diminuiu 1,7% no mês de outubro, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do indicador mensal calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).
De acordo com a CNDL a redução de consumidores inadimplentes registrada em outubro demonstra que o consumidor tem tomado mais cuidado com a quitação de compromissos firmados. A pesquisa mostra que desde março a inadimplência de consumidores brasileiros tem caído.
Sobre as expectativas para o fim de ano, quando o brasileiro vai às compras de Natal e de Ano Novo, bem como para 2014, o presidente da confederação, Roque Pellizzaro Jr, disse que a perspectiva é que as vendas sejam maiores que as de 2012. "A grande dúvida" de Pelizzaro está no cenário econômico para 2014.
O dirigente da CNDL teme que o bom momento das vendas registradas em 2013 sejam "um cenário passageiro" e não tenha continuidade no ano que vem. Para os técnicos do SPC, no entanto, a projeção é que as taxas de inadimplência continuem moderadas devido às festas de fim de ano, período onde a recuperação de crédito é tradicionalmente maior.
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Plataforma P-63 entra em operação na Bacia de Campos

Economia



Plataforma P-63 entra em operação na Bacia de Campos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/plataforma-p-63-entra-em-operacao-na-bacia-de-campos
Nov 12th 2013, 18:48

Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - A Petrobras iniciou nesta semana a produção de petróleo extraído pela plataforma P-63, no Campo de Papa-Terra, ao sul da Bacia de Campos. A estatal é a operadora do projeto, com participação de 62,5%, enquanto sua parceira, a Chevron Brasil, detém 37,5%. O anúncio foi feito hoje (12) pelas duas empresas, pelas respectivas assessorias de imprensa.
A plataforma P-63 compõe o primeiro sistema de produção de Papa-Terra. Ela é do tipo FPSO - unidade flutuante que produz, armazena e transfere petróleo -, está instalada em local com profundidade de cerca de 1.200 metros, e tem capacidade para processar diariamente 140 mil barris e 1 milhão de metros cúbicos de gás.
Segundo a Petrobras, trata-se de um dos projetos mais complexos da empresa, que requer soluções inovadoras, uma vez que combina reservatórios com petróleo de grau API - escala arbitrária que mede a densidade dos líquidos derivados do petróleo - variando entre 14 e 17, em águas profundas.
Além da P-63, à qual serão interligados cinco poços produtores e 11 injetores de água, o campo de Papa-Terra contará ainda este mês com a P-61 à qual serão interligados 13 poços produtores. Para o vice-presidente mundial da Chevron e vice-presidente executivo de Exploração e Produção, George Kirkland, o início de produção do campo de Papa-Terra "é mais um importante passo no sentido de cumprir a meta de crescimento que temos definida para 2017".
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Associação prevê um comércio de R$ 15,4 bi em produtos de pet shop em 2013

Economia



Associação prevê um comércio de R$ 15,4 bi em produtos de pet shop em 2013
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/associacao-preve-um-comercio-de-r-154-bi-em-produtos-de-pet-shop-em-2013
Nov 12th 2013, 17:18

Da Agência Brasil
Brasília - O comércio de produtos para animais de estimação movimentou mais de R$ 14 bilhões em 2012 e colocou o Brasil no posto de segundo lugar no faturamento mundial, atrás dos Estados Unidos. As informações foram divulgadas pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), que discute hoje (12) os desafios do setor no Brasil e no exterior.
Segundo a Abinpet, o faturamento do setor no Brasil neste ano deve atingir R$ 15,4 bilhões, um aumento de 8,1% sobre 2012. A associação calcula que, com uma redução da carga tributária em 20%, o crescimento do setor poderia chegar a 12,2%, alcançando R$ 23,1 bilhões apenas neste ano.
A associação destacou que o país é o quarto no ranking de população de animais de estimação no mundo, de acordo com os dados de 2012, e representa 0,32% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional,. No encontro, participam representantes dos ministérios da Agropecuária e Abastecimento, das Relações Exteriores, do Desenvolvimento da Indústria e Comércio, além de parlamentares e entidades setoriais.
O Brasil ainda tem um grande potencial de comercialização de comida para animais que é inexplorado pelo mercado. Segundo a apuração deste ano, o consumo médio diário de alimento completo para cães e gatos é de 4,4 milhões de toneladas e o abastecimento industrial de 2,3 milhões. "Os dados apontam para um grande parque industrial subutilizado no país. São necessários investimentos para que esse segmento desenvolva mais", disse José Edson Galvão de França, presidente executivo da Abinpet.
O professor de Educação Física Marcus Vinicius Santos, gasta mensalmente cerca de R$ 880 reais com seu casal de cachorros da raça Shih Tzu. "As despesas incluem banho semanal, ração específica, tosa todos os meses e uma consulta com veterinário. Se um deles têm algum problema de saúde, o gasto pode ser ainda maior com os medicamentos ou internação. É muito bom ter um animal de estimação, mas as despesas são altas como de filhos", descreve.
A veterinária de pequenos animais Roberta Bigg, que também trabalha em seu consultório com hospedagem para cães, destacou os problemas que o excesso de cuidados causa no comportamento de cães e de gatos. Segundo ela, uma parte significativa das pessoas que têm animal de estimação deseja suprir uma carência afetiva e, por isso, tratam o bicho como um ser humano.
"Isso é um problema, o animal fica ansioso, triste quando o dono viaja, passa a se comportar com as características de uma pessoa", disse a veterinária. "Para a veterinária é ótimo porque ele ganha dinheiro tratando os problemas de saúde que esses bichinhos desenvolvem. Mas pense pelo lado do animal? É muita maldade. As pessoas que querem criar [cães e gatos, entre outros] tem que saber que estão lidando com animais".
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Governo fará primeiro leilão exclusivo de energia renovável

Economia



Governo fará primeiro leilão exclusivo de energia renovável
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/governo-fara-primeiro-leilao-exclusivo-de-energia-renovavel
Nov 12th 2013, 17:31

Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - Um total de 429 projetos foi habilitado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia, para o leilão de energia A-3, que o governo federal promoverá na segunda-feira (18), com o objetivo de garantir o abastecimento do mercado consumidor nacional em 2016. A capacidade instalada alcança 10.460 megawatts (MW).
A fonte de geração eólica (dos ventos) responde por 381 empreendimentos, totalizando 9.191 megawatts (MW), dos quais 105 projetos estão localizados na Bahia e 110 no Rio Grande do Sul. O restante está distribuído no Ceará (51), no Maranhão (6), em Pernambuco (10), no Piauí (26), no Rio Grande do Norte (71) e em Santa Catarina (2).
A assessoria de imprensa da EPE informou que o preço máximo do leilão será de R$ 126 por megawatts-hora (MW/h), para todas as fontes participantes.
O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, destacou que esse é o primeiro leilão que conta com a participação exclusiva de fontes renováveis, além de marcar a estreia da fonte solar nos pregões de comercialização de energia efetuados pelo governo a cada ano.
Segundo Tolmasquim, embora a energia solar ainda não seja competitiva com as demais fontes, em termos de custo, sobretudo a eólica, "os projetos inscritos permitem que a EPE planeje a entrada da energia solar na matriz energética brasileira". Trinta e uma centrais de geração fotovoltaica foram habilitadas para o leilão, somando capacidade de 813 MW.
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Contratação na indústria tem queda em setembro segundo o IBGE

Economia



Contratação na indústria tem queda em setembro segundo o IBGE
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/contratacao-na-industria-tem-queda-em-setembro-segundo-ibge
Nov 12th 2013, 11:52

Cristiane Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O número de contratações de empregados na indústria brasileira caiu 0,4% em setembro, em relação ao mês de anterior, contabilizando a quinta taxa negativa consecutiva nesta comparação, o que representa um acúmulo de 1,7% de perdas. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes) de setembro, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em relação a setembro de 2012, o emprego industrial caiu 1,4%. Foi o vigésimo quarto resultado negativo consecutivo nesta comparação. De acordo com o IBGE, 12 dos 14 locais pesquisados contribuíram para a queda, sendo que a Região Nordeste teve o pior resultado (-6,3%), pressionado pelas demissões nas indústrias de alimentos e bebidas (-10,0%), calçados e couro (-8,0%), vestuário (-4,5%), minerais não-metálicos (-6,4%), refino de petróleo e produção de álcool (-11,6%), produtos têxteis (-5,6%), indústrias extrativas (-8,1%), produtos de metal (-5,7%) e borracha e plástico (-4,0%).
Sobre a folha de pagamento da indústria, a pesquisa mostra que, em setembro, o valor foi 1,6% maior do que em agosto, recuperando parte da perda de 2,3% observada em agosto. A maior influência foi do setor extrativo, com expansão de 8,5%.
Na comparação com setembro de 2012, o valor da folha de pagamento do setor registrou crescimento de 2,5%, após apontar variação nula na comparação entre agosto de 2013 e agosto de 2012.
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Inflação para mais pobres sobe mais que o dobro entre setembro e outubro

Economia



Inflação para mais pobres sobe mais que o dobro entre setembro e outubro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/inflacao-para-mais-pobres-sobe-mais-que-dobro-entre-setembro-e-outubro
Nov 12th 2013, 10:15

Cristiane Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – A inflação para as famílias com renda mensal de até 2,5 salários-mínimos subiu mais que o dobro na passagem de setembro para outubro deste ano. Os dados divulgados hoje (12) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostram que os alimentos foram os responsáveis pela alta, pois os preços saíram de uma deflação de 0,16% para alta de 1,13%. O tomate teve os preços reajustados em 21,32% em outubro, ante a deflação de 7,61% em setembro.
De acordo com a FGV, o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) de outubro subiu 0,73%, ante a taxa de 0,16% registrada em setembro. Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,72% no ano e de 4,97% nos últimos 12 meses. Já o IPC-BR, que mede a inflação para as famílias com renda mensal de até 33 salários-mínimos, subiu 0,55% em outubro e em 12 meses acumula alta de 5,36%, percentual acima da inflação registrada para os consumidores de baixa renda.
Além dos alimentos, a alta do IPC-C1, em outubro, foi influenciada pelo reajuste nos preços do aluguel residencial, de 0,68% para 0,83%; botijão de gás, de 1,24% para 2,40%; artigos de higiene e cuidado pessoal, de 0,37% para 1,05%; salas de espetáculo, de -0,58% para 0,64%; alimentos para animais domésticos, de 0,18% para 1,52%; e tarifa de telefone móvel, de -0,23% para 1,16%.
O grupo vestuário foi o que apresentou a maior queda na taxa de outubro em relação a setembro, passando de 0,90% para 0,69%, sob a influência dos calçados, cuja taxa recuou de 0,95% para 0,2%. Ainda com preços em queda, na mesma base de comparação, aparecem a cebola (de -13,42% para -16,98%) e o leite tipo longa vida (de 0,77% para -1,25%).
Edição: Marcos Chagas


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Financiamento de imóvel popular pelo Banco do Brasil cresce 86,5%

Economia



Financiamento de imóvel popular pelo Banco do Brasil cresce 86,5%
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-12/financiamento-de-imovel-popular-pelo-banco-do-brasil-cresce-865
Nov 12th 2013, 10:39

Agência Brasil
São Paulo - O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no terceiro trimestre de 2013, segundo balanço divulgado hoje (12) pela instituição. O montante apresentou uma queda de 0,9% em relação ao registrado no mesmo período de 2012. No acumulado de janeiro a setembro, o lucro líquido foi R$ 12,7 bilhões.
A carteira de crédito formada por operações com clientes pessoa física fechou o mês de setembro com saldo de R$ 130 bilhões, o que representa um crescimento de 3,4% no trimestre e de 20,4% em 12 meses. Desse total, 74,9% estão concentrados nas linhas de crédito de menor risco - crédito consignado, crédito conta salário, financiamento de veículos e crédito imobiliário. O destaque nesse segmento, segundo o banco, foi o financiamento de veículos que teve elevação de 30,7% nos últimos 12 meses.
O crédito imobiliário teve saldo de R$ 20,1 bilhões em setembro, expansão de 86,5% em 12 meses. De acordo com o balanço, o BB financiou 194.219 unidades habitacionais nas faixas 1, 2 e 3 no Programa Minha Casa Minha Vida, sendo 103.506 unidades para famílias com renda familiar mensal de até R$ 1.600,00.
O saldo de crédito concedido às empresas encerrou setembro com R$ 307,3 bilhões, crescimento de 24,7% em 12 meses e 2,4% em relação ao trimestre anterior. As operações de capital de giro e de investimento obtiveram crescimento de 29,3% e 29,9% em 12 meses, respectivamente.
As operações com micro e pequenas empresas (MPE) apresentaram crescimento de 18% em 12 meses. Segundo a instituição financeira, a principal evolução foi observada nas operações de investimentos, que registraram elevação de 35,9% no mesmo período.
Já o financiamento do agronegócio, no nono mês do ano chegou a R$ 130,1 bilhões, montante 32,2% superior ao registrado no mesmo período de 2012 e 2,4% maior do que foi alcançado em junho deste ano.
O índice de inadimplência de operações vencidas há mais de 90 dias representou 1,97% da carteira de crédito. O BB informa que, se desconsiderada a carteira do Banco Votorantim, esse índice seria de 1,78%.
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Lojas do Shopping Center D abrem 630 vagas temporárias para vendas de final de ano

#Empregos


Com a aproximação do Natal, várias lojas do Shopping Center D, localizado na zona norte de São Paulo, pretendem reforçar suas equipes com funcionários temporários. A expectativa é de que neste último trimestre sejam abertas 630 vagas para profissionais com idade mínima de 18 anos.

A maioria das oportunidades, segundo os lojistas, é para o cargo de vendedor, auxiliar de vendas e estoquista. Os pré-requisitos variam entre lojas. Mas no geral, a prioridade é para candidatos proativos, comunicativos, otimistas e com foco em resultados. Para se candidatar a uma das vagas, é preciso ir pessoalmente até o estabelecimento e levar o currículo durante o horário de funcionamento das lojas do shopping, que é de segunda a sábado das 10h às 22h e aos domingos e feriados das 14h às 20h.

Entre as lojas do Shopping D que abrirão vagas estão Marisa, World Tennis, Reebok, Pontal, Miroa, TNG e M. Officer.


Sobre o Shopping Center D


Fundado em outubro de 1994, o Shopping Center D localiza-se na Zona Norte de São Paulo, tendo no entorno uma população de aproximadamente 2 milhões de habitantes. O empreendimento ocupa área de 85 mil metros quadrados, reunindo 230 lojas e estacionamento com 1,8 mil vagas. Mensalmente, o Shopping D recebe mais de 1 milhão de visitantes. Considerado um dos maiores complexos de lazer da região, oferece como entretenimento opções como o Magic Games, espaço com jogos eletrônicos e brinquedos infantis, e o Cinemark, com 10 salas stadium, sendo quatro equipadas com a tecnologia 3D.


Fonte: Fbcom

Grand Plaza Shopping investe meio milhão de reais em nova campanha institucional

A comunicação reforça posição de liderança, valoriza diferenciais e dá visibilidade ao sucesso da expansão que completou um ano neste mês


O Grand Plaza Shopping lançou sua nova campanha publicitária institucional. Com investimento de aproximadamente meio milhão de reais, o objetivo é reforçar o posicionamento de maior e mais completo centro de compras da região do Grande ABC. Com 340 lojas - o maior número entre todos os shoppings da região -, a campanha mostra ao mercado que o Grand Plaza Shopping é o destino certo para quem deseja encontrar tudo o que precisa em um só lugar.

Apoiada num estratégico plano de mídia, a comunicação valoriza um dos principais atributos do shopping, que é a qualidade e diversidade do seu mix de lojas, formado pelas principais marcas do mercado nos segmentos que mais atraem o consumidor: moda, tecnologia, esportes, lazer e gastronomia, além de uma rede de serviços completa, que inclui o maior estacionamento da região (mais de três mil vagas, parte delas coberta) e o Espaço Bem-estar, com 350 m² de amplo suporte às famílias.

Outro objetivo da campanha é divulgar o sucesso obtido com a quarta expansão do empreendimento, ocorrida em outubro de 2012 e que tornou o Grand Plaza um dos 20 maiores shoppings do Brasil. A campanha mostra os benefícios resultantes da expansão tanto para os clientes como para os lojistas. Entre eles, o crescimento de vendas superior à média do mercado.


Conceito GPS 

Criado pela agência Rino Com, o conceito da campanha gira em torno da sigla GPS, em alusão às letras iniciais da marca Grand Plaza Shopping e à ideia de o cliente encontrar tudo o que precisa em um só lugar. As imagens das peças, cujo principal slogan é "Grand Plaza Shopping. O seu GPS para encontrar tudo em um só lugar", mostram uma família elegante sobre um mapa formado por desenhos de objetos de consumo e a bandeira do logo do Grand Plaza em destaque.


Mídias

A divulgação da campanha vai até 15 de novembro. Haverá rádio, cinema, revista , jornais e publicidade on-line com e-mail marketing e veiculação de banners e vídeo no site www.grandplazashopping.com.br e na capa do perfil do shopping no Facebook. O trabalho de mídia exterior contará com inserções em painéis eletrônicos, busdoor, outdoors e frontlights em pontos estratégicos da região do Grande ABC. A mídia interna prevê peças nas cancelas de estacionamento e em adesivos de porta.

Vídeo institucional:



Fonte: Fbcom



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni