Dezembro começa com dólar em alta e queda nas ações da Petrobras

2 de dezembro de 2013

Economia



Dezembro começa com dólar em alta e queda nas ações da Petrobras
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/dezembro-comeca-com-dolar-em-alta-e-queda-nas-acoes-da-petrobras
Dec 2nd 2013, 19:40


Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O primeiro pregão do mercado financeiro em dezembro mostrou divergência de comportamentos, com o dólar repetindo a valorização de 0,75% da última sexta-feira (29), elevando a cotação da moeda norte-americana para R$ 2,355 na venda - nível mais alto dos últimos três meses.
Em contrapartida, a BM&FBovespa começou o mês no vermelho, impulsionada por forte queda nas ações da Petrobras: as ações ordinárias se desvalorizaram 10,04% no pregão, cotadas a R$ 16,48, e as ações preferenciais perderam 9,21% no dia, valendo R$ 17,36.
A frustração dos investidores, que consideraram baixos os reajustes de preços concedidos à petrolífera brasileira, na sexta-feira, foi determinante para a queda de 2,36% no Ibovespa, que fechou aos 51.244 pontos, depois de operar 946.281 negócios no valor de R$ 7,539 bilhões.
O Banco Central mantém a estratégia de irrigar o mercado com leilões diários de US$ 500 milhões em média em swaps cambiais (equivalentes à venda futura de dólares), de segunda a quinta-feira, e venda direta de US$ 1 bilhão no mercado à vista às sextas-feiras, com o objetivo de "segurar" o câmbio.
Tradicionalmente, porém, as filiais brasileiras de empresas multinacionais aumentam a procura por dólares no final do ano, de modo a fechar os respectivos balanços e enviar dividendos para as matrizes.
Além disso, o governo norte-americano divulgou hoje (2) que a indústria dos Estados Unidos registra bom ritmo de recuperação nos últimos meses, o que sinaliza possível retirada dos subsídios que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) injeta na economia do país. Ação que refletirá, de imediato, no aumento da cotação do dólar.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Faturamento da indústria cai 1,2% em outubro, mas cresce 4,6% no ano

Economia



Faturamento da indústria cai 1,2% em outubro, mas cresce 4,6% no ano
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/faturamento-da-industria-cai-12-em-outubro-mas-cresce-46-no-ano
Dec 2nd 2013, 19:54

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Apesar da queda de 1,2% registrada em outubro, na comparação com setembro, o faturamento da indústria acumula crescimento de 4,6% no ano, de acordo com os Indicadores Industriais de outubro, divulgados hoje (2) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
A pesquisa da CNI aborda seis aspectos do comportamento da indústria, e revela que, "além do faturamento em alta gradativa, no médio prazo", a tendência no ano tem sido de "queda pequena, mas constante" na utilização da capacidade instalada (UCI), segundo o gerente executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca.
Depois de registrar queda em setembro, a UCI ficou em 82,1% nem outubro, sem variação na relação mensal. Mas, comparado a outubro de 2012, houve retração de 0,3 ponto percentual. No ano, houve queda de 0,5 ponto percentual.
Renato da Fonseca ressaltou que o aumento da atividade industrial não se reflete de forma disseminada entre os indicadores do mercado de trabalho, uma vez que a massa real de salários caiu 1,3% em relação a setembro, enquanto o nível de emprego aumentou 0,2% e as horas trabalhadas cresceram 0,7%.
Os indicadores de comparação mensal não são os mais otimistas, segundo Fonseca, mas, quando se observam os números no ano, a situação é melhor, salvo com relação à UCI, que caiu de 82,4% para 82,1%.
No acumulado até outubro, o faturamento real evoluiu 4,6%, a massa salarial real cresceu 1,9%, o rendimento médio real do trabalhador teve expansão de 1,3%, o nível de emprego aumentou 0,7% e o número de horas trabalhadas manteve-se estável, com evolução de 0,1%.
Entre os setores avaliados na pesquisa da CNI, metalurgia, máquinas e equipamentos tiveram bom ritmo de atividade no ano. Em contrapartida, o setor farmacêutico apresentou o pior desempenho, com quedas de 13,3% no faturamento, 7,1% na massa salarial, 7,1% no rendimento médio real, 3,8% nas horas trabalhadas e 3,5% na UCI. O emprego, no entanto, ficou estável no setor.

Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Ministério do Turismo divulga o Índice de Competitividade do Turismo Nacional

Economia



Ministério do Turismo divulga o Índice de Competitividade do Turismo Nacional
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-12-02/ministerio-do-turismo-divulga-indice-de-competitividade-do-turismo-nacional
Dec 2nd 2013, 18:25

Brasília - O Ministério do Turismo (Mtur) divulgou hoje (2) o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, a ferramenta desenvolvida pelo MTur, Sebrae e Fundação Getulio Vargas (FGV) que mostra o desenvolvimento do turismo nacional. Na foto, o pesquisador e coordenador de turismo da FGV, Luiz Gustavo Barbosa, o diretordo departamento de produtos e destinos do Mistério do Turismo, Marcelo Lima Costa, e o secretário nacional de Políticas do Turismo, Vinicius LummertzBrasília - O Ministério do Turismo (Mtur) divulgou hoje (2) o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, a ferramenta desenvolvida pelo MTur, Sebrae e Fundação Getulio Vargas (FGV) que mostra o desenvolvimento do turismo nacional. Na foto, o secretário nacional de Políticas do Turismo, Vinicius Lummertz



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Balança comercial pode fechar ano com pequeno superávit, diz diretor do MDIC

Economia



Balança comercial pode fechar ano com pequeno superávit, diz diretor do MDIC
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/balanca-comercial-pode-fechar-ano-com-pequeno-superavit-diz-diretor-do-mdic
Dec 2nd 2013, 18:29


Wellton Máximo

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Depois de registrar resultados negativos em cinco meses do ano e pequenos superávits em outros meses, a balança comercial (diferença entre exportações e importações) poderá encerrar o ano com um pequeno resultado positivo, disse hoje (2) o diretor de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Roberto Dantas. Segundo ele, a queda esperada das importações em dezembro contribuirá para zerar ou reverter o déficit de US$ 89 milhões acumulado nos 11 primeiros meses do ano.
De acordo com Dantas, o país costuma importar menos no último mês do ano por causa das férias coletivas da indústria e do fim das compras de Natal, cujos estoques são formados pelo comércio e pela indústria com meses de antecedência. As exportações, estimou o diretor do MDIC, tendem a ficar estáveis em relação a novembro. O resultado final, ressaltou, dependerá do comportamento da compra e venda de petróleo.
"Vai depender da conta petróleo o resultado final da balança comercial em 2013. A tendência é que ela encerre o ano equilibrada ou com pequeno superávit", destacou Dantas. O técnico do MDIC, no entanto, não quis informar se um resultado equilibrado também pode implicar em déficit de até US$ 100 milhões.
Diferentemente de outros anos, o MDIC não definiu meta para as exportações em 2013. O diretor do ministério limitou-se a informar que as vendas externas deverão encerrar o ano em um patamar intermediário aos registrados em 2011 (US$ 256 bilhões) e 2012 (US$ 242,5 bilhões). "O número final [das exportações] deverá ficar entre esses dois valores", disse.
Ao longo do ano, as exportações brasileiras foram prejudicadas pela manutenção programada de plataformas de petróleo. Em novembro, destacou Dantas, o país vendeu US$ 2,3 bilhões de petróleo e derivados para o exterior, o segundo melhor resultado mensal desses produtos para o ano. Segundo ele, a reativação das plataformas poderá ajudar o resultado da balança em dezembro, mas ainda é cedo para afirmar se o superávit em 2013 está garantido.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Turismo no Brasil está mais competitivo, diz ministério

Economia



Turismo no Brasil está mais competitivo, diz ministério
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/turismo-no-brasil-esta-mais-competitivo-diz-ministerio
Dec 2nd 2013, 18:18

Da Agência Brasil
Brasília - O Ministério do Turismo (Mtur) divulgou hoje (2) o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, a ferramenta desenvolvida pelo MTur, Sebrae e Fundação Getulio Vargas (FGV) que mostra o desenvolvimento do turismo nacional.
De acordo com os números apresentados pelo secretário nacional de Políticas do Turismo, Vinicius Lummertz, o turismo no Brasil está mais competitivo e o país obteve a maior nota desde 2008, quando o índice, que mede a competitividade nos 65 destinos que induzem ao desenvolvimento turístico do Brasil, foi criado.
Nos três campos analisados na pesquisa houve aumento: média nacional, de 52,1 para 58,8; média das capitais, de 59,5 para 66,9, e média das não capitais, de 46,9 para 53,1. Foram levados em consideração dados de 2008 e 2013 respectivamente.
Em uma escala que vai de 0 a 100, as cidades que mostraram os melhores índices foram São Paulo (80,3), Porto Alegre (79,8) e Rio de Janeiro (78,7). A capital que obteve maior evolução foi Vitória de 66,7 para 73,9. Entre as não capitais, a cidade de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, foi a que mais se desenvolveu, passando de 48,6 para 57,7 nos últimos dois anos.
O objetivo da pesquisa é fazer do turismo uma atividade econômica fundamental para o desenvolvimento do país.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Superávit comercial em novembro foi puxado por plataformas de petróleo

Economia



Superávit comercial em novembro foi puxado por plataformas de petróleo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/superavit-comercial-em-novembro-foi-puxado-por-plataformas-de-petroleo
Dec 2nd 2013, 17:43

Wellton Máximo*

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O superávit de US$ 1,740 bilhão na balança comercial (diferença entre exportações e importações) em novembro foi puxado pela exportação de duas plataformas de petróleo que não chegaram a sair do país. Sem as exportações da P-61 e da P-58, que totalizaram US$ 1,8 bilhão, o saldo ficaria negativo pelo segundo mês consecutivo.
Produzidas em Rio Grande (RS), as plataformas foram vendidas a uma subsidiária da Petrobras no exterior, mas não deixaram o país porque vão operar na costa brasileira. Por meio desse tipo de operação, a empresa petrolífera pode beneficiar-se do Regime Aduaneiro Especial de Exportação e Importação de Bens Destinados à Produção e à Exploração de Petróleo e Gás (Repetro), que permite pagar menos impostos.
O diretor do Departamento de Estatística e Apoio à Exportação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Roberto Dantas, negou que as vendas das plataformas tenham mascarado o resultado da balança comercial em novembro. "Houve mudança de titularidade [transferência da propriedade das plataformas a empresas no exterior], e o estaleiro foi pago com recursos vindos do exterior", alegou.
O caso é semelhante ao da plataforma P-55, que impediu um maior déficit da balança comercial em outubro. Na ocasião, tanto o ministério como a Petrobras informaram que esse tipo de operação está dentro da legalidade e não viola normas internacionais de estatísticas de comércio exterior.
Com capacidade para produzir 140 mil barris diários de petróleo e 1 milhão de metros cúbicos de gás natural, a P-61 começou a operar em 12 de novembro no Campo de Papa-Terra, no Rio de Janeiro. Prevista para iniciar as operações em dezembro, a P-58 poderá produzir 180 mil barris diários de petróleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural no Campo de Baleia Azul, no Espírito Santo. As duas plataformas vão operar na área do pós-sal, acima da camada pré-sal.
O diretor do ministério destacou que outros produtos estão conquistando espaço no exterior e contribuíram para que as exportações subissem 1,9% pela média diária em novembro na comparação com o mesmo mês do ano passado. Ele citou o recorde histórico nas exportações de carne bovina, que atingiu US$ 6,041 bilhões nos 11 meses do ano e nas vendas de automóveis para o exterior, que totalizam US$ 4,997 milhões de janeiro a novembro e acumulam alta de 47% em 2013.
"Esses exemplos mostram que o país não está perdendo competitividade nas exportações. O déficit [de US$ 89 milhões] em 2013 foi influenciado pelo petróleo, mas diversos produtos estão indo bem no mercado internacional", argumentou.
* Colaborou Mariana Branco
Edição: Carolina Pimentel



Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Brasil tem mais engenheiros que médicos, diz Ipea

Economia



Brasil tem mais engenheiros que médicos, diz Ipea
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/brasil-tem-mais-engenheiros-que-medicos-diz-ipea
Dec 2nd 2013, 17:29

Isabela Vieira

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro- A falta de médicos em determinadas regiões do país foi constatada na pesquisa Cidades em Movimento: Desafios e Políticas Públicas, divulgado hoje (2) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Feita com base no Censo 2010, mostra que, proporcionalmente, em relação ao número de habitantes, o país tem mais engenheiros que médicos.
Além de apresentar mapas com as regiões mais carentes de médicos, o estudo revela que para cada engenheiro a proporção é 267,62 habitantes. Já para cada médico, são 701,61 pessoas na média nacional. A proporção é menor no Maranhão, no Amapá e no Pará, onde são, respectivamente, um profissional de saúde para cada grupo de 2,3 mil, 1,9 mil e 1,5 mil pessoas.
"São quase três vezes mais engenheiros que médicos no país", reforçou o presidente do Ipea, Marcelo Neri, ao divulgar dados antecipados da pesquisa no Rio de Janeiro. "A relação é um médico no Maranhão para cada nove médicos em São Paulo".
No Maranhão, no Piauí e em Roraima, os engenheiros também são mais escassos que nos demais estados do país, sendo um para cada grupo de 1,2 mil, 1,1 mil e mil pessoas. Coincidemente, por outro lado, os estados com mais engenheiros e médicos são São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.
Segundo a pesquisa, as profissões foram quantificadas por serem fundamentais ao desenvolvimento do país e foco de políticas públicas federais como os programas Mais Médicos, do Ministério da Saúde, e o Ciência sem Fronteiras, coordenado em conjunto pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e da Educação. "São profissões relevantes para o crescimento econômico", justificou um dos responsáveis pelo estudo, Rogério Boueri.
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Tombini passa a integrar conselho diretor do Banco de Compensações Internacionais

Economia



Tombini passa a integrar conselho diretor do Banco de Compensações Internacionais
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/tombini-passa-integrar-conselho-diretor-do-banco-de-compensacoes-internacionais
Dec 2nd 2013, 16:12


Vladimir Platonow

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, passou a compor o conselho de diretores do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês), considerado o banco central dos bancos centrais do mundo. A informação foi divulgada hoje (2), na página do BC na internet (www.bcb.gov.br).
Com a decisão, Tombini passa a fazer parte do conselho diretor do BIS ao lado dos presidentes dos bancos centrais dos Estados Unidos, da União Europeia, do Reino Unido, Japão, da Suécia, China, Itália, Bélgica, Alemanha, Índia e do México.
De acordo com o texto divulgado pelo BC, o "BIS tem entre suas atribuições promover discussões e facilitar a colaboração entre os bancos centrais, dar suporte ao diálogo com outras autoridades responsáveis pela promoção da estabilidade financeira, conduzir pesquisas sobre políticas de interesse dos bancos centrais, além de ser a primeira contraparte para os bancos centrais em suas transações financeiras".
Tombini participa no Rio de reunião do Grupo Consultivo Regional das Américas do Comitê de Estabilidade Financeira (FSB, na sigla em inglês), que reúne representantes de bancos centrais das Américas. A entidade foi criada após a crise financeira de 2008, com objetivo de promover o intercâmbio de informações e de boas práticas entre os BCs dos diversos países.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Construção civil cresce abaixo do esperado, mas setor prevê retomada em 2014

Economia



Construção civil cresce abaixo do esperado, mas setor prevê retomada em 2014
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/construcao-civil-cresce-abaixo-do-esperado-mas-setor-preve-retomada-em-2014
Dec 2nd 2013, 16:33

Marli Moreira

Repórter da Agência Brasil
São Paulo - O andamento das obras públicas e privadas em ritmo mais lento frustrou a projeção de um crescimento entre 3,5% e 4% para o setor. De acordo com as estimativas apresentadas hoje (2) pela diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, Sinduscon-SP, o crescimento deve alcançar 2% neste ano, ante aumento de 2,5% do PIB nacional, embora os números do exercício ainda não tenham sido fechados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
"O ano de 2013 foi ruim para o Brasil", classificou o presidente da entidade, Sergio Watanabe, acrescentando que a falta de dinamismo na economia acabou criando um comportamento mais cauteloso por parte dos empresários. Para 2014, no entanto, a estimativa do Sinduscon-SP é de retomada, não no mesmo vigor de 2010, mas ao menos com a expectativa de que a construção civil cresça 2,8% em caso de um PIB nacional com expansão de 2%.
Na avaliação da economista Ana Maria Castelo, coordenadora da área de Estudos de Construção Civil da Fundação Getulio Vargas (FGV), o que influenciou o desempenho mais fraco, neste ano de 2013, foi o segmento da infraestrutura. "O PAC [Programa de Aceleração do Crescimento] andou em ritmo mais devagar", destacou. Para ela, as concessões ainda vão demorar um pouco mais de tempo para serem captadas na avaliação de desempenho do setor.
A economista destacou o fato de que já há uma mudança na percepção dos empresários quanto aos retornos dos investimentos com tendência mais positiva para 2014, segundo mostram as pesquisas de sondagem. Já o vice-presidente do Sinduscon-SP, Eduardo Zaidan, prevê que o mercado imobiliário continuará aquecido no eixo Rio e São Paulo.
O executivo mantém a defesa de que não existe uma bolha no setor. Na opinião dele, isso só ocorreria caso a economia entrasse em forte recessão, um cenário que ele não vislumbra. Ele acredita que os preços dos imóveis tendem a sofrer reajustes em índices menores do que nos últimos anos. No entanto, Zaidan disse que não há espaço para uma queda de valorização e defende maior deslanche dos negócios por meio do aumento de renda da população.
Dados divulgados hoje pelo setor apontam que o número de empregados com carteira na construção civil atinge em torno de 3,5 milhões, com crescimento previsto em 1% neste ano e 1,5% em 2014.
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

De janeiro a novembro, balança comercial registra pior resultado desde 2000

Economia



De janeiro a novembro, balança comercial registra pior resultado desde 2000
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/de-janeiro-novembro-balanca-comercial-registra-pior-resultado-desde-2000
Dec 2nd 2013, 15:38

Wellton Máximo

Repórter da Agência Brasil

Brasília – Apesar de registrar superávit em novembro, a balança comercial (diferença entre exportações e importações) acumula o pior resultado nos 11 primeiros meses do ano desde 2000. Segundo números divulgados há pouco pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a balança teve déficit de US$ 89 milhões de janeiro a novembro.
A queda das exportações e a alta das importações explicam o saldo negativo acumulado neste ano. De janeiro a novembro, o país exportou US$ 221,333 bilhões, com redução de 1,1% pela média diária. As compras do exterior, no entanto, totalizaram US$ 221,422 bilhões, aumento de 7,2% também pela média diária.
De acordo com o ministério, a interrupção programada de plataformas de petróleo derrubou as exportações de óleo bruto em 2013. Da mesma forma, o aumento no consumo de combustíveis impulsionou as importações de derivados de petróleo. Além disso, uma mudança no registro contábil das importações da Petrobras fez a balança comercial acumular fortes resultados negativos de janeiro a abril.
No mês passado, a balança registrou superávit de US$ 1,740 bilhão. Foi o terceiro melhor resultado deste ano, perdendo para junho (US$ 2,308 bilhões) e setembro (US$ 2,145 bilhões). Em novembro, o país exportou US$ 20,862 bilhões e importou US$ 19,122 bilhões.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Dilma Rousseff participa da assinatura de contrato para exploração do pré-sal

Economia



Dilma Rousseff participa da assinatura de contrato para exploração do pré-sal
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-12-02/dilma-rousseff-participa-da-assinatura-de-contrato-para-exploracao-do-pre-sal
Dec 2nd 2013, 13:58

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff, durante a Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal Brasília - Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal. E/D - A presidenta Dilma Rousseff, a presidenta da Petrobrás, Graça Foster e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão Brasília - Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal. Brasília - A presidenta Dilma Rousseff, discursa na Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal Brasília - A presidenta Dilma Rousseff, discursa na Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal Brasília - A presidenta da Petrobrás, Graça Foster durante Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-SalBrasília - Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal. E/D. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, presidenta Dilma Rousseff e o presidente do Senado, Renan CalheirosBrasília - A presidenta da Petrobrás, Graça Foster durante Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-SalBrasília - A presidenta Dilma Rousseff, preside a cerimônia de assinatura de contrato para exploração do Pré-sal



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Faturamento da indústria cai 1,2% em outubro

Economia



Faturamento da indústria cai 1,2% em outubro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/faturamento-da-industria-cai-12-em-outubro
Dec 2nd 2013, 14:43

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O faturamento da indústria caiu 1,2% no mês de outubro em relação a setembro, e a massa real de salários recuou 1,3%, de acordo com pesquisa divulgada há pouco pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
As horas trabalhadas na produção aumentaram 0,7%, e a utilização da capacidade instalada ficou estável em 82,1%.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Confiança do consumidor paulistano registra queda em novembro

Economia



Confiança do consumidor paulistano registra queda em novembro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/confianca-do-consumidor-paulistano-registra-queda-em-novembro
Dec 2nd 2013, 14:43

Elaine Patricia Cruz

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – A confiança do consumidor paulistano caiu 0,9% em novembro, rompendo uma trajetória de alta observada nos meses de setembro e outubro deste ano. Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), que divulgou hoje (2) o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), a queda no otimismo se deve principalmente à persistência da inflação e ao "crescente nível de endividamento".
Em novembro, o ICC atingiu 138 pontos, queda de 0,9% na comparação com o mês anterior. Em relação a novembro do ano passado, a queda chega a 13,6%. O ICC segue uma escala de 0 (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total).
Segundo a Fecomercio, os dois indicadores que compõem o ICC registraram queda em novembro. O Índice de Condições Econômicas Atuais (Icea) caiu 1,8%, passando de 139,4 pontos em outubro para 136,9 pontos em novembro. O Índice de Expectativa do Consumidor (IEC) apresentou redução de 0,3%, registrando 138,7 pontos em novembro.
As famílias com renda inferior a dez salários mínimos são as menos confiantes na economia. O ICC desse segmento registrou queda de 1,6 ponto percentual em relação a outubro, marcando 139 pontos em novembro.
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal

Economia



Cerimônia de assinatura do Primeiro Contrato de Partilha do Pré-Sal
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-12-02/cerimonia-de-assinatura-do-primeiro-contrato-de-partilha-do-pre-sal
Dec 2nd 2013, 14:10





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Crescimento do PIB alcançará 2,5% no terceiro trimestre, diz Mantega

Economia



Crescimento do PIB alcançará 2,5% no terceiro trimestre, diz Mantega
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/crescimento-do-pib-alcancara-25-no-terceiro-trimestre-diz-mantega
Dec 2nd 2013, 13:25

Fernanda Cruz
Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, antecipou hoje (2) o resultado do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre: alcançará 2,5% na comparação com o mesmo trimestre em 2012. O índice será divulgado oficialmente amanhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O ministro, que participava do Seminário Brasil: Uma Visão de Dez Anos, que ocorreu esta manhã na capital paulista, foi questionado sobre a queda das ações da Petrobras na Bolsa de Valores, registrada hoje, em razão do reajuste dos combustíveis anunciado da última sexta-feira (30). "Não vi o mercado hoje, ações de empresas flutuam, não tenho nada a comentar", disse.
Mantega disse também que as Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) poderão voltar a ser cobradas para os combustíveis. "[Isto ocorrerá] quando a inflação estiver contida num patamar mais confortável, abaixo dos patamares atuais", disse ele.
Quanto ao aumento dos combustíveis, ele declarou ainda que o mercado vai se reajustar em relação aos preços e que o impacto nos valores da gasolina deve ser em torno de 2,5%.
Edição: José Romildo
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Consórcio vencedor de Libra conclui este mês o modelo de governança

Economia



Consórcio vencedor de Libra conclui este mês o modelo de governança
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/consorcio-vencedor-de-libra-conclui-este-mes-modelo-de-governanca
Dec 2nd 2013, 13:20


Pedro Peduzzi e Danilo Macedo
Repórteres da Agência Brasil
Brasília - A presidenta da Petrobras, Graças Foster, informou que o grupo vencedor do primeiro contrato para partilha e exploração do pré-sal – formado por Petrobras (40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e Cnooc (10%) – já está concluindo o modelo de governança que definirá como as empresas vão trabalhar. Os detalhes do modelo deverão ser divulgados até o dia 18 deste mês.
"[O grupo atuará] em bases realistas, fundamentadas em metas e indicadores" na exploração do Campo de Libra, disse Foster.
"Projeto dessa envergadura requer transparência e eficácia", acrescentou a presidente da Petrobras durante a cerimônia de assinatura do primeiro contrato de partilha da área do pré-sal com as empresas vencedoras do leilão para a exploração da área de Libra, na Bacia de Santos, ocorrido em outubro.
"Tenho imensa satisfação e orgulho por, após tantas discussões,ter encontrado empresas tão importantes para a formação desse consórcio, que traduz segurança para o investimento desse grande projeto", acrescentou Graça Foster.
Segundo ela, "[há] vários projetos em atividade. Por isso, certamente a base de trabalho terá de ser realista, fundamentada em metas e indicadores, com governança especifica. A responsabilidade da Petrobras como operadora é muito grande. [Digo] em nome de todas empresas, [que estamos] felizes e orgulhosos, mas sabemos que um projeto dessa envergadura requer transparência e eficácia", completou.
O critério que definiu o primeiro colocado na licitação foi o excedente em óleo oferecido pelo consórcio, que ficou em 41,65%. A Petrobras entrou com 10% na oferta vencedora, além da sua participação mínima de 30%. Os investimentos virão das empresas vencedoras do leilão, e não do Estado.
Sobre o modelo de governança a ser adotado, a diretora geral da Agência Nacional de Petróleo, Magda Chambriard, disse ser "fundamental que haja bom relacionamento entre os parceiros, boa forma de atuação, com respeito mútuo. Isso já existe, por envolver empresas altamente profissionais, altamente qualificadas e que gozam de respeito técnico internacional", disse.
De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis (ANP), Libra poderá gerar cerca de R$ 300 bilhões em royalties ao longo de 30 anos de produção. Deste total, 75% serão aplicados na educação e 25% na saúde. O consórcio vencedor pagará, ainda, bônus de assinatura de R$ 15 bilhões à União. Esta será a primeira experiência do Brasil no regime de partilha da produção.
Com cerca de 1,5 mil quilômetros quadrados, Libra está localizado na Bacia de Santos, a cerca de 170 quilômetros do litoral do estado do Rio de Janeiro.
Edição: José Romildo
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Leilão de mais de mil quilômetros de rodovias atrai cinco grupos

Economia



Leilão de mais de mil quilômetros de rodovias atrai cinco grupos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/leilao-de-mais-de-mil-quilometros-de-rodovias-atrai-cinco-grupos
Dec 2nd 2013, 13:50

Sabrina Craide

Repórter da Agência Brasil



Brasília – A Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) informou hoje (2) que cinco grupos, entre consórcios e empresas, apresentaram propostas para disputar o leilão das BRs 060/153/262, que cortam o Distrito Federal e os estados de Goiás e Minas Gerais. A licitação está marcada para quarta-feira (4), às 10h, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo.
Vão participar da disputa as empresas Triunfo Participações e Investimentos, Invepar, Companhia de Participações em Concessões, além dos consórcios integrados pela Ecorodovias e pela Queiroz Galvão.



O trecho que será licitado tem 1.176,50 quilômetros e abrange 47 municípios nas três unidades da Federação.
A concessão consiste na exploração, por 30 anos, da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade das rodovias, sendo: 630,20 quilômetros da BRs 060 e 153, desde o entroncamento com a BR-251, no Distrito Federal, até a divisa dos estados de Minas Gerais e São Paulo, e 546,30 quilômetros da BR-262, do entroncamento com a BR-153 ao entroncamento com a BR-381, em Minas Gerais.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Dilma diz que concessões do pré-sal mostram o país aberto ao investimento privado

Economia



Dilma diz que concessões do pré-sal mostram o país aberto ao investimento privado
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/dilma-diz-que-concessoes-do-pre-sal-mostram-pais-aberto-ao-investimento-privado
Dec 2nd 2013, 13:44

Danilo Macedo e Pedro Peduzzi

Repórteres da Agência Brasil
Brasília - A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (2), durante a assinatura do primeiro contrato para partilha e exploração do pré-sal – relativo ao bloco de Libra, que o negócio é a prova da abertura e atratividade do país aos investidores privados. A cerimônia no Palácio do Planalto contou com a presença de vários ministros e presidentes das empresas participantes do consórcio vencedor.
"O Brasil dá claramente um sinal efetivo, concreto e inequívoco de que está aberto ao investimento privado, nacional ou estrangeiro. Essa solenidade atesta, mais uma vez, o sucesso das parcerias que o meu governo tem firmado com a iniciativa privada, parcerias que vão além do petróleo e do pré-sal", disse Dilma, se referindo também às concessões que o governo vem fazendo nos setores rodoviário, ferroviário, portuário e aeroportuário.
A exploração do pré-sal no bloco de Libra será feita pelo consórcio formado pelas empresas Petrobras (40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e Cnooc (10%). O critério que definiu o primeiro colocado na licitação foi o excedente em óleo oferecido pelo consórcio, que ficou em 41,65%.
Esta será a primeira experiência do Brasil no regime de partilha da produção. De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis, Libra poderá gerar cerca de R$ 300 bilhões em royalties ao longo de 30 anos de produção. Do total, 75% serão aplicados na educação e 25% na saúde.
A presidenta ressaltou os benefícios que a exploração do pré-sal devem trazer ao país, como o desenvolvimento da indústria nacional, que deve ser a fabricante da maior parte dos equipamentos utilizados pelo consórcio na extração de petróleo. Segundo ela, no entanto, o maior impacto será no aumento dos investimentos em saúde e educação.
"Me entusiasma, em especial, a oportunidade que temos de transformar os recursos da exploração do petróleo do pré-sal, mas também do pós-sal, uma riqueza finita, em um patrimônio extraordinário para o Brasil: educação de qualidade. Nós vamos dar o salto necessário para acelerar a nossa trajetória rumo à economia do conhecimento", disse.
Quando à forma como os recursos serão utilizados na área de educação, Dilma voltou a dizer que o Estado precisa valorizar os professores, aumentando salários e capacitação; ampliar o acesso à creche e pré-escola, garantir educação na idade certa. Precisa expandir o acesso ao ensino universitário e financiar o estudo de estudantes brasileiros no exterior.

Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Grupo chinês acena com possibilidade de participar de outros leilões de petróleo no Brasil

Economia



Grupo chinês acena com possibilidade de participar de outros leilões de petróleo no Brasil
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/grupo-chines-acena-com-possibilidade-de-participar-de-outros-leiloes-de-petroleo-no-brasil
Dec 2nd 2013, 13:47

Pedro Peduzzi e Danilo Macedo

Repórteres da Agência Brasil
Brasília - Presidente da CNODC Brasil Petróleo e Gás, – filial do CNPC, um dos grupos chineses que compõem o consórcio vencedor do Campo de Libra – Bo Qiliang disse que a empresa pretende participar de outros leilões no Brasil. "Estamos focados no projeto corrente, de Libra, mas abertos para avançar em outros projetos. Mas ainda é cedo para [detalhar] isso", disse ele à Agência Brasil, após participar da cerimônia de assinatura do primeiro contrato para partilha e exploração do pré-sal.
A declaração do chinês vai ao encontro do que espera a presidenta Dilma Rousseff. "O Brasil dá claramente um sinal efetivo, concreto e inequívoco de que está aberto ao investimento privado, nacional ou estrangeiro. Essa solenidade atesta, mais uma vez, o sucesso das parcerias que o meu governo tem firmado com a iniciativa privada. Parcerias que vão além do petróleo e do pré-sal", destacou ela.
O leilão teve como vencedor o consórcio formado pelas empresas Petrobras (40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e Cnooc (10%). O critério que definiu o primeiro colocado na licitação foi o excedente em óleo oferecido pelo consórcio, que ficou em 41,65%. A Petrobras entrou com 10% na oferta, além da sua participação mínima de 30%. Os investimentos partem das empresas vencedoras, e não do Estado.
De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Nacional e Biocombustíveis (ANP), Libra poderá gerar cerca de R$ 300 bilhões em royalties ao longo de 30 anos de produção. Do total, 75% serão aplicados na educação e 25% na saúde. O consórcio vencedor pagará ainda um bônus de assinatura de R$ 15 bilhões à União. Essa será a primeira experiência do Brasil no regime de partilha da produção.
Com cerca de 1,5 mil quilômetros quadrados, o Campo de Libra está localizado na Bacia de Santos, a cerca de 170 quilômetros do litoral do estado do Rio de Janeiro.
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Brasil crescerá 4% ao ano até 2022

Economia



Brasil crescerá 4% ao ano até 2022
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/brasil-crescera-4-ao-ano-ate-2022
Dec 2nd 2013, 12:37

Fernanda Cruz
Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, projetou que o Brasil deve registrar um crescimento no Produto Interno Bruto (PIB) de, em média, 4% ao ano, a partir de 2014 até 2022. "Não é um grande salto, é bastante realista, eu diria até que modesto. É suficiente para aumentar a renda per capita", declarou durante o Seminário Brasil: Uma Visão de Dez Anos, que ocorreu esta manhã na capital paulista.
O ministro disse também que o país deve manter a inflação sob controle na próxima década, mantendo-se, em média, 4% ao ano entre 2013 e 2022, o que considerou uma evolução em relação ao cenário atual.
Mantega destacou ainda a importância do crescimento dos investimentos. Numa projeção que leva em conta a expansão dos investimentos em relação ao ano anterior, na média do período entre 2013 e 2022, o ministro prevê crescimento de 7% ao ano. "Em 2013 já alcançamos este patamar", informou.
Na visão do ministro, a economia internacional superou a crise dos últimos cinco anos, e os países se preparam para um crescimento continuado e gradual do PIB mundial. "Não haverá de novo uma crise como a de 2008. Não é toda década que temos uma crise dessa magnitude, podemos ter uma crise pequena, mas que não vai nos afetar", declarou.

Edição: José Romildo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Diário Oficial publica exoneração de assessor do Ministério da Fazenda

Economia



Diário Oficial publica exoneração de assessor do Ministério da Fazenda
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/diario-oficial-publica-exoneracao-de-assessor-do-ministerio-da-fazenda
Dec 2nd 2013, 09:02

Daniel Lima*

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Diário Oficial da União publicou hoje (2) a exoneração de Humberto Barreto Alencar do cargo em comissão de chefe da Assessoria Técnica e Administrativa do gabinete do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ele e outro funcionário, Marcelo Fiche, são investigado pela Polícia Federal suspeitos de receber propina em dinheiro vivo da empresa Partnersnet, contratada para prestar assessoria de imprensa ao ministério. A outra portaria não foi publicada porque Fiche está de férias.
Em nota oficial emitida na última sexta-feira (29), Fiche informou que pediu ao ministro para sair do cargo assim que voltasse das férias para dedicar-se à sua defesa. O afastamento, segundo ele, contribuirá para a tranquilidade e a rapidez das investigações. O assessor ressaltou que a licitação para a escolha da empresa ocorreu dentro da legalidade e gerou economia aos cofres públicos por causa do método do pregão eletrônico, que oferece menor preço, em vez dos critérios que misturam técnica e preço.
Há duas semanas, a revista Época publicou que Fiche e Alencar teriam recebido R$ 60 mil em dinheiro vivo da Partnersnet. Na véspera da publicação da reportagem, Mantega enviou ofício ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pedindo a investigação, pela Polícia Federal, do contrato entre a empresa e o Ministério da Fazenda.
De acordo com a revista, uma ex-funcionária da Partnersnet denunciou o superfaturamento do contrato entre a empresa de assessoria de imprensa e o ministério. Responsável pela fiscalização do contrato, Alencar, segundo a publicação, assinava prestações de contas com funcionários fantasmas e excesso de horas trabalhadas para justificar o valor a mais pago pelo ministério. Segundo a ex-funcionária, Alencar e Fiche recebiam parte da diferença.
*Colaborou Wellton Máximo
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Pesquisa do BC mantém crescimento do PIB em 2,5%

Economia



Pesquisa do BC mantém crescimento do PIB em 2,5%
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/pesquisa-do-bc-mantem-crescimento-do-pib-em-25
Dec 2nd 2013, 09:26

Kelly Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reforçaram, pela sexta semana seguida, a projeção para o crescimento da economia este ano. Segundo a pesquisa do BC, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) segue em 2,5%. Para 2014 houve leve ajuste de 2,10% para 2,11%.
A estimativa das instituições financeiras para a expansão da produção industrial passou de 1,70% para 1,69%, este ano, e segue em 2,5%, em 2014.
A projeção das instituições financeiras para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi ajustada de 34,55% para 34,60%, este ano, e de 34,60% para 34,50%, no próximo ano.
A previsão das instituições financeiras para o saldo negativo em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) passou de US$ 79,6 bilhões para US$ 79,85 bilhões, este ano, e de US$ 71,5 bilhões para US$ 71,8 bilhões, em 2014.
A estimativa para o superávit comercial caiu de US$ 1,4 bilhão para US$ 1,3 bilhão, este ano, e de US$ 8,1 bilhões para US$ 7,85 bilhões.
A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) foi mantida em US$ 60 bilhões tanto para 2013 quanto para o próximo ano.
A projeção para a cotação do dólar permanece em R$ 2,30, ao final deste ano, e em R$ 2,40, no fim de 2014.
Edição: José Romildo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Projeção para IPCA cai pela terceira semana seguida

Economia



Projeção para IPCA cai pela terceira semana seguida
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/projecao-para-ipca-cai-pela-terceira-semana-seguida
Dec 2nd 2013, 08:51

Kelly Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A projeção de instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, caiu pela terceira semana seguida. Desta vez, houve leve redução, de 5,82% para 5,81%. Há quatro semanas, a estimativa estava em 5,85%, acima do resultado do ano passado (5,84%).
Para 2014, a estimativa foi mantida em 5,92%. As estimativas são de pesquisa feita pelo Banco Central (BC), o boletim Focus, divulgado semanalmente. O BC consulta instituições financeiras sobre os principais indicadores econômicos.
As projeções para a inflação estão distantes do centro da meta de 4,5%, mas abaixo do limite superior de 6,5%. É função do BC fazer com que a inflação convirja para o centro da meta.
Um dos instrumentos usados pelo BC para influenciar a atividade econômica e, por consequência, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic. Neste ano, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC elevou a Selic seis vezes seguidas. Na última reunião de 2013, a Selic foi elevada em 0,5 ponto percentual para 10% ao ano. Para o final de 2014, o mercado continua esperando que a Selic esteja em 10,5% ao ano.
A pesquisa do BC também traz a mediana das expectativas para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que segue em 3,97%, este ano, e em 5,40%, em 2014.
A projeção para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi alterada de 5,45% para 5,41%, este ano, e segue em 6% em 2014. Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), as projeções foram ajustadas de 5,55% para 5,41%, este ano, e de 6% para 5,98% no próximo ano.
A estimativa para os preços administrados foi mantida em 1,50%, em 2013, e segue em 3,80%, no próximo ano. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento e transporte urbano coletivo.
Edição: José Romildo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Etanol mais caro pressiona a inflação

Economia



Etanol mais caro pressiona a inflação
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/etanol-mais-caro-pressiona-inflacao
Dec 2nd 2013, 09:25



Marli Moreira

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou novembro com variação de 0,68% ante 0,67%, na terceira prévia do mês. No acumulado desde janeiro, o índice teve alta de 4,91% e, nos últimos 12 meses, 5,59%.
O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que quatro dos oito grupos pesquisados apresentaram avanços com destaque para transportes (de 0,05% para 0,11%), puxado pelo aumento de preços do etanol (de 0,39% para 0,93%)
Os demais grupos que registraram acréscimos foram: educação, leitura e recreação (de 0,38% para 0,55%); vestuário (de 0,76% para 0,87%) e despesas diversas (de 0,98% para 1,22%). Em trajetória oposta, o ritmo de correções de preços teve redução em habitação (de 0,85% para 0,82%); alimentação (de 0,95% para 0,92%); comunicação (de 0,99% para 0,91%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,50% para 0,46%).
Entre os itens que mais influenciaram o aumento do IPC-S estão a tarifa de energia elétrica residencial (de 2,61% para 2,8%); refeições em bares e restaurantes (de 0,44% para 0,63%); aluguel residencial (de 0,89% para 0,95%); passagem aérea (de 11,92% para 18,88%) e cigarros (de 1,65% para 2,34%).

Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni