Leilão promovido pela ANP vende quase 500 milhões de litros de biodiesel

12 de dezembro de 2013

Economia



Leilão promovido pela ANP vende quase 500 milhões de litros de biodiesel
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/leilao-promovido-pela-anp-vende-quase-500-milhoes-de-litros-de-biodiesel
Dec 12th 2013, 18:47

Nielmar de Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - Os produtores de biodiesel conseguiram transferir para as distribuidoras de combustíveis 485,6 milhões de litros do produto nos dois dias do 34º Leilão de Biodiesel, promovido desde ontem (11) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No total, foram ofertados pelos produtores 588,7 milhões de litros.
Com o leilão, foram arrecadados R$ 1,015 bilhão nos dois dias. Dos 485,6 milhões de litros comercializados, 409,7 milhões foram arrematados ainda no primeiro dia da licitação e 75,9 milhões no pregão de hoje.
Do total comercializado, 99,5% são oriundos de produtores detentores do selo Combustível Social. O preço médio alcançou R$ 2,060 por litro, com um deságio médio de 12,83% quando comparado com o preço máximo de referência, em média de R$ 2,363 por litro.
Segundo a ANP, com o total comercializado, a indicação do mercado de óleo diesel é de uma comercialização de cerca de 9,7 bilhões de litros do B5 (o óleo já misturado) somente para o primeiro bimestre de 2014.
Os leilões de biodiesel atendem à Resolução 06 do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que estabelece em 5% o percentual mínimo obrigatório de adição de biodiesel ao óleo diesel vendido ao consumidor final (B5), em vigor desde o dia 1º de janeiro de 2010.
A ANP fez ao longo deste ano seis leilões de biodiesel ao longo do ano. O volume comercializado será fornecido por produtores das regiões Centro-Oeste (cerca de 50% do total); Sul (com 34%), Sudeste (22%) e Nordeste (cerca de 6%).
Atualmente respondendo por 5% da composição final do óleo diesel comercializado nas bombas dos postos de todo o país, o biodiesel poderá ter uma participação ainda maior na composição final do combustível.
Nesse sentido, o Ministério de Minas e Energia já encaminhou ao Palácio do Planalto uma proposta de aumento do índice do combustível vegetal na composição final após a mistura com o derivado de origem mineral.
A proposta atende a uma reivindicação dos próprios produtores, que sustentam ter capacidade de produção bem maior do que a demanda decorrente da adição de 5% atualmente em vigor. Eles alegam, ainda, a questão ambiental para o aumento do percentual do biodiesel no diesel convencional – porque reduziria ainda mais as emissões de gases de efeito estufa dos veículos.
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Amazonas vai receber R$ 14,9 milhões do Fundo Amazônia para projetos de agroecologia

Economia



Amazonas vai receber R$ 14,9 milhões do Fundo Amazônia para projetos de agroecologia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/amazonas-vai-receber-r-149-milhoes-do-fundo-amazonia-para-projetos-de-agroecologia
Dec 12th 2013, 17:38


Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – Projetos de agroecologia do estado do Amazonas, entre eles o de incentivo da agricultura indígena, o de revitalização do sistema de produção da borracha e o de beneficiamento da castanha, receberão recursos não reembolsáveis de R$ 14,9 milhões oriundos do Fundo Amazônia. O fundo é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES).
O contrato foi firmado hoje (12), no Rio de Janeiro, pelo diretor da área de Meio Ambiente do BNDES, Guilherme Lacerda, e pelo titular da Secretaria de Estado da Produção Rural do Amazonas (Sepror), Eron Bezerra. Ele informou que o financiamento permitirá o desenvolvimento de uma política de agroecologia no estado.
Segundo Bezerra, essa política se baseia em três linhas essenciais. Uma delas é a agricultura indígena, "que é uma experiência inédita no Brasil". As outras linhas abrangem a revitalização do sistema de produção da borracha, ou a retomada da exploração de seringais nativos, e o beneficiamento da castanha, "para agregar valor e verticalizar a produção".
O secretário ressaltou que serão atendidos pelos projetos 41 municípios. "É quase o estado inteiro, que tem 62 municípios", disse. De acordo com o BNDES, a operação contempla área de 1.165.259 quilômetros quadrados, ou o equivalente a 75% do estado.
Os projetos, segundo ele, terão atuação simultânea e deverão começar a ser implantados já em janeiro de 2014. Bezerra declarou ainda que serão mobilizados 4 mil seringueiros. Na agricultura indígena, a ênfase será para a agroecologia. Serão contratados técnicos das próprias comunidades e construídas 25 casas de farinha semi-mecanizadas.



"São pequenas agroindústrias para beneficiamento da mandioca, que é uma cultura tradicional das populações indígenas. E vamos construir uma agroindústria de castanha no município de Tefé, a cidade de maior produção de castanha no estado e que nunca teve uma fábrica de beneficiamento do produto", ressaltou.
O BNDES informou, por meio da assessoria de imprensa, que o projeto contribuirá para a promoção de atividades produtivas sustentáveis como alternativa para a manutenção da "floresta em pé", beneficiando o público-alvo prioritário do Fundo Amazônia, que são os povos indígenas e extrativistas. De acordo com o banco, a iniciativa atende às diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (PNPCT).
O Fundo Amazônia foi criado pelo governo federal em 2008 e é composto de doações financeiras que são aplicadas pelo BNDES em projetos de combate ao desmatamento, promoção da preservação e do uso sustentável das florestas da região. Desde a sua criação, foram aprovados 48 projetos, que totalizam desembolsos de R$ 763 milhões.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Pimentel pede pressa a europeus para iniciarem negociações de acordo com Mercosul

Economia



Pimentel pede pressa a europeus para iniciarem negociações de acordo com Mercosul
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/pimentel-pede-pressa-europeus-para-iniciarem-negociacoes-de-acordo-com-mercosul
Dec 12th 2013, 16:08


Da Agência Brasil
Brasília – Os países da União Europeia (UE) precisam ter pressa na apresentação de propostas para dar início às negociações de livre-comércio com o Mercosul, disse hoje (12) o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. Segundo o ministro, o Mercosul está consolidando a sua proposta, e os europeus precisam agir logo.
"Nós [países do Mercosul] estamos consolidando a nossa oferta. Esperamos que a União Europeia apresente sua proposta o mais rápido possível, ainda que não o faça mais em 2013, como tinha sido acordado", declarou o ministro em encontro com empresários e representantes do governo francês. Acompanhado da ministra do Comércio Exterior da França, Nicole Bricq, Pimentel participou, na manhã de hoje, do 1º Fórum Econômico Brasil–França, em Brasília.
As negociações entre o Mercosul e a UE arrastam-se há 15 anos. Em janeiro deste ano, os dois lados fixaram o fim do ano como prazo final para a troca de listas de itens que estariam dispostos a liberar as importações. A partir daí, os dois blocos econômicos começariam a negociar. Membro mais novo do Mercosul, a Venezuela não participa das discussões.
Os países do Mercosul apresentariam a lista na próxima semana. No entanto, a UE pediu que a troca das listas fosse adiada em um mês. O Mercosul reivindica a retirada dos subsídios agrícolas pelos países europeus. A União Europeia quer a retirada de barreiras protecionistas a produtos industrializados pelos países sul-americanos.


Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Estudo do Ipea propõe desoneração para transporte público e tarifa zero para 7,5 milhões de pessoas

Economia



Estudo do Ipea propõe desoneração para transporte público e tarifa zero para 7,5 milhões de pessoas
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/estudo-do-ipea-propoe-desoneracao-para-transporte-publico-e-tarifa-zero-para-75-milhoes-de-pessoas
Dec 12th 2013, 15:36

Sabrina Craide

Repórter da Agência Brasil

Brasília – A desoneração do serviço de transporte público e a isenção da tarifa para pessoas que não têm acesso ao sistema ou têm dificuldade em acessá-lo podem ser soluções para as demandas de melhoria da mobilidade urbana do país. A ideia está contida na Nota Técnica Transporte Integrado Social – uma Proposta para o Pacto da Mobilidade Urbana, apresentada hoje (12) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Para a elaboração da nota técnica, os autores analisaram projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional e estudos anteriores do Ipea.
A ideia do Transporte Integrado Social (TIS) é que haja um pacto federativo para a desoneração completa dos serviços nos três níveis da federação e atingindo todos os insumos para a prestação do serviço de transporte coletivo urbano. Com a desoneração, o custo da tarifa cairia pelo menos 15%, segundo o Ipea. A proposta de desoneração considera a redução de tributos sobre o trabalho e na cadeia produtiva do setor (indústria de ônibus e de autopeças).
"O entendimento do transporte como direito social pressupõe, ou ao menos torna necessária, a definição de políticas públicas que assegurem esse direito, criando e instituindo mecanismos que garantam não apenas a existência do serviço, mas que o acesso a ele se dê para todos os cidadãos", diz a nota técnica do Ipea.
Em relação à gratuidade, que seria bancada pela União, o TIS estabelece o benefício para cerca de 7,5 milhões de pessoas, entre trabalhadores informais, desocupados e estudantes cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais, além de estudantes vinculados aos programas Universidade para Todos (ProUni) e de Financiamento Estudantil (Fies).
Segundo o Ipea, o custo final do benefício a esses grupos ficaria em cerca de R$ 4,8 bilhões por ano para a União. O Ipea também propõe mecanismos como a bilhetagem eletrônica e a adoção de um cartão social para os beneficiados. "A política social não se resume à gratuidade, mas ela é um instrumento que temos para alcançar alguns objetivos sociais dessa política", explicou Ernesto Galindo, um dos autores do estudo.
Por ser uma política social federativa e pactuada, o TIS deverá ser definido em lei. Segundo a proposta do Ipea, a estrutura do TIS seria formada por um convênio entre os entes da Federação, que institui um regime especial de tributação sobre serviços e insumos usados no transporte coletivo urbano, visando, por meio da desoneração, garantir preço justo e qualidade na prestação do serviço, transparência no processo licitatório, participação e controle social e ambiente de execução financeira tanto para o custeio, no caso da gratuidade, como para investimentos.
Para Galindo, entre as principais vantagens da proposta estão a inclusão de pessoas no sistema, integração com outros programas sociais, a redução da tarifa do transporte público, o reforço do ambiente regulatório do transporte público, e um impacto positivo na inflação, com a redução da tarifa. como desvantagem, ele aponta o impacto no orçamento do governo, desoneração de Contribuição para Financiamento da Seguridade Social/Programa de Integração Social (PIS/Cofins) de importação e de ICMS dos estados.
O Ipea ressalta que tanto as desonerações como a gratuidade ocorreriam em um ambiente efetivamente regulado, com divisão de atribuições e cooperação entre entes públicos, de maneira criteriosa e buscando impactos na redução da tarifa e na qualidade do serviço ofertado. "Ou seja, diferentemente de outras desonerações ou gratuidades, haveria responsabilidade técnica, política e social na edição dessas propostas."
A inspiração para o estudo foram as manifestações populares ocorridas no país neste ano, que foram motivadas inicialmente pelo aumento das tarifas de ônibus. A nota técnica lembra o pacto pela melhoria da mobilidade urbana apresentado pelo governo depois das manifestações, mas ressalta que, até agora, não houve avanços significativos nas propostas do governo.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Receita abre consulta segunda-feira e paga último lote de restituições em dois dias

Economia



Receita abre consulta segunda-feira e paga último lote de restituições em dois dias
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/receita-abre-consulta-segunda-feira-e-paga-ultimo-lote-de-restituicoes-em-dois-dias
Dec 12th 2013, 14:03

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil

Brasília – A Receita Federal abre segunda-feira (16) a consulta ao sétimo e último lote regular de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) do exercício de 2013. O contribuinte que ainda não recebeu a restituição e não está neste lote caiu na malha fina. Segundo o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, pela primeira vez, a consulta e o parte pagamento ocorrerão no mesmo dia. As demais restituições serão depositadas no dia 20 deste mês.
Barreto atribuiu o atraso na liberação deste lote ao fato de a Receita ter procurado consolidar o maior número possível de restituições na última relação de contribuintes.
Na segunda-feira, serão também liberados da malha fina lotes residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2012. De acordo com a Receita, 711.309 declarações com expectativa de imposto a restituir ficaram na malha fina deste ano. Barreto disse que o número é normal e está dentro das expectativas.
Para fazer a consulta, o contribuinte pode acessar o endereço www.receita.fazenda.gov.br, ligar para o Receitafone, no número 146, ou verificar se o dinheiro entrou na sua conta.


Edição: Nádia Franco//Matéria alterada às 14h57 para inclusão de informação
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil




You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Restituições do último lote do Imposto de Renda serão pagas no dia 16 e no dia 20

Economia



Restituições do último lote do Imposto de Renda serão pagas no dia 16 e no dia 20
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/restituicoes-do-ultimo-lote-do-imposto-de-renda-serao-pagas-no-dia-16-e-no-dia-20
Dec 12th 2013, 14:52

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil

Brasília – O contribuinte que estiver no sétimo e último lote, mas não receber segunda-feira (16) os valores da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física deste ano, excepcionalmente, terá que aguardar até o próximo dia 20. Desta vez, o Fisco pagará as restituições em duas datas. Segunda-feira, 467.825 contribuintes incluídos no último lote receberão a restituição. No dia 20, serão pagos mais 1.714.083 contribuintes. No primeiro caso, serão liberados R$ 500 milhões e depois mais R$ 2.167.696.962,95.
O argumento dos técnicos da Receita Federal é que a liberação do último lote em duas datas permitiu contemplar o maior número possível de restituições, incluindo também os contribuintes que foram liberados da malha fina durante o mês de dezembro.
O contribuinte que ainda não recebeu a restituição e não está no sétimo e último lote caiu na malha fina. O secretário da Receita Federal, Carlos Barreto, atribuiu o atraso na liberação deste lote ao fato de a Receita ter procurado consolidar o maior número possível de restituições que saíram da malha fina na última relação de contribuintes.
Também estão na relação declarações referentes aos exercícios de 2008 a 2012.
Veja no quadro abaixo os valores destes lotes:

Até agora, 711.309 mil declarações com direito a restituição caíram em malha fina, contra um total de 604.299 em igual período do ano passado, correspondente a 3,2% do total de 27.753.332 declarações do exercício apresentadas até hoje (originais e retificadoras). De acordo com a Receita, a "omissão de rendimentos é o principal motivo de incidência na malha, com 373.820 declarações retidas, o que representa 53% do total.
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Em crescimento, o Brasil foi o pior no G20 no terceiro trimestre

Economia



Em crescimento, o Brasil foi o pior no G20 no terceiro trimestre
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/em-crescimento-brasil-foi-pior-no-g20-no-terceiro-trimestre
Dec 12th 2013, 12:34

Kelly Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Brasil teve o pior desempenho econômico no terceiro trimestre este ano, entre os países membros do G20 (principais economias do mundo). A informação consta do relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado hoje (12).
No Brasil, o Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu 0,5% no terceiro trimestre deste ano, em relação ao trimestre anterior.
A OCDE destacou que essa foi a primeira contração desde o primeiro trimestre de 2009. Para a organização, esse resultado pode ser explicado em parte como reflexo do "notável" crescimento de 1,8% no segundo trimestre.
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, já havia admitido, no último dia 3, que o Brasil teve o pior desempenho entre os países do G20 e do Brics (Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul), no terceiro trimestre. O ministro argumentou, entretanto, que os números revisados do PIB do segundo trimestre indicam resultado inverso, com a economia brasileira tendo crescimento maior que a dos integrantes dos dois blocos.
Entre os países do G20, a França também apresentou queda (0,1%). A China registrou o maior crescimento, com 2,2%, seguida pela Índia, onde o PIB cresceu 1,9%. Nos Estados Unidos, no Reino Unido e Canadá, a expansão do PIB ficou em 0,9%, 0,8% e 0,7%, respectivamente. No México, o crescimento foi 0,8%, enquanto na Itália houve estabilidade.
O PIB de todo os países membros do G-20 totalizou 0,9%, no terceiro trimestre, depois da expansão de 0,8% no segundo trimestre.
Edição: José Romildo
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Dilma comparece ao Fórum Mundial de Direitos Humanos

Economia



Dilma comparece ao Fórum Mundial de Direitos Humanos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/dilma-comparece-ao-forum-mundial-de-direitos-humanos
Dec 12th 2013, 11:22


Carolina Sarres

Repórter da Agência Brasil

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff irá participar na tarde de hoje (12) do Fórum Mundial de Direitos Humanos (FMDH) para a entrega da 19ª edição do Prêmio Direitos Humanos. Serão entregues prêmios em 23 categorias e duas menções honrosas. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também é esperado no fórum para falar sobre direitos humanos e combate à fome.
O Prêmio Direitos Humanos é o mais alto reconhecimento do governo brasileiro a ações que envolvam atividades relacionadas à questão dos direitos humanos. Na cerimônia desta quinta-feira, Dilma também deverá anunciar a assinatura do decreto que institui o Sistema Nacional de Enfrentamento à Tortura.
Entre os contemplados pelo prêmio em 2013 estão a coordenadora da Associação de Estudos, Pesquisas e Publicações da Associação de Parentes e Amigos de Vítimas de Violência (Apavv) no Ceará, Maria da Penha Maia Fernandes, na categoria Igualdade de Gênero; o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, em Segurança Pública e Direitos Humanos; o deputado Nilmário Miranda (PT-MG), em Enfrentamento à Tortura; a ex-militante e presidenta da Liga Feminina da Guanabara, Zilda Paula Pereira, em Direito à Memória e à Verdade; a Casa da Juventude Padre Burnier (Caju), em Centros de Referência em Direitos Humanos; a associação Rede Rua, em Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua, entre outros vencedores.
As menções honrosas deste ano irão para o grupo Habeas Corpus, pela garantia dos direitos humanos e constitucionais de manifestantes durante os protestos que ocorreram recentemente no país; e para a coordenadora do projeto Olhares Cruzados, Dirce Carrion, pela garantia de direitos e do empoderamento de crianças e adolescentes em comunidades indígenas e quilombolas.
O FMDH começou anteontem (11) em Brasília e irá até amanhã (13), quando ainda serão debatidos temas como a transversalidade dos direitos humanos, o enfrentamento da violência e o desenvolvimento da cultura em direitos humanos. Nesses dias, o evento promoveu conferências, debates temáticos e atividades com a presença de autoridades, intelectuais e profissionais reconhecidos internacionalmente. O encontro teve mais de 10 mil inscrições.
Edição: José Romildo
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil












You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Tombini: Brasil está bem posicionado no processo de superação da crise internacional

Economia



Tombini: Brasil está bem posicionado no processo de superação da crise internacional
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/tombini-brasil-esta-bem-posicionado-no-processo-de-superacao-da-crise-internacional
Dec 12th 2013, 10:54

Kelly Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Brasil tem experimentado "um gostinho" das oscilações nos mercados internacionais, no atual processo de normalização das condições financeiras e monetárias internacionais. A avaliação é do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini que, na manhã de hoje (12), participou de confraternização com jornalistas.
"A gente tem sentido um gostinho dessa volatilidade que se instalou nos mercados internacionais desde meados de maio, com altos e baixos. Mas é a volatilidade do bem no sentido que isso vem em função de um início de processo de normalização das condições financeiras e monetárias internacionais", disse.
Segundo Tombini, depois de cinco anos da crise financeira internacional, esse processo de transição se iniciou, mas não há sincronização entre as economias do mundo. Mas, ele destacou que os Estados Unidos, a principal economia do mundo, já avançaram nesse processo de normalização. "Há uma transição para um mundo melhor, no sentido que a economia global deve apresentar recuperação em relação aos últimos cinco anos. O comércio internacional deve se beneficiar. E países como o nosso poderão aproveitar daqui para frente", disse.
Tombini enfatizou que o Brasil está "bem posicionado" para passar por esse período da "forma mais tranquila possível". Ele acrescentou que o BC cumprirá os objetivos manter a política monetária e a estabilidade do sistema financeiro.
O presidente do BC também disse que a inflação acumulada nos 12 meses vem caindo, nos últimos cinco meses e "isso vai continuar". "O Banco Central tem estado em todo esse período vigilante no sentido de fazer isso acontecer", destacou.
Tombini destacou ainda que o país está avançando para acelerar a recuperação e a construção da infraestrutura. "Um elemento importante para frente são os investimentos. O país está colocando uma ênfase grande na questão da infraestrurura e da logística", disse.

Edição: José Romildo
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Volume de vendas do comércio varejista cresce 0,2% em outubro

Economia



Volume de vendas do comércio varejista cresce 0,2% em outubro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-12/volume-de-vendas-do-comercio-varejista-cresce-02-em-outubro
Dec 12th 2013, 09:37

Vitor Abdala

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O comércio varejista teve alta de 0,2% no volume de vendas na passagem de setembro para outubro. Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a receita nominal cresceu 0,7% nesse tipo de comparação.
A pesquisa mostrou ainda que, na comparação com outubro de 2012, os aumentos foram 5,3% no volume de vendas e 12% na receita nominal. O volume de vendas acumula altas de 4% no ano e 4,5% nos últimos 12 meses. Já os crescimentos acumulados da receita nominal são 11,8% no ano e 11,9% em 12 meses.
O aumento de 0,2% no volume de vendas em outubro, na comparação com o mês anterior, mostra uma redução do ritmo de crescimento da atividade, já que, em agosto e setembro, as taxas tinham sido de 0,9% e 0,5%, respectivamente.
Na passagem de setembro para outubro, cinco das oito atividades pesquisadas tiveram alta, com destaques para equipamentos e material de escritório, informática e comunicação (3%), livros, jornais, revistas e papelaria (1,5%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,2%). Também registraram crescimento os setores de combustíveis e lubrificantes (0,6%) e artigos farmacêuticos (0,1%).
Tiveram queda os setores de supermercados, alimentos e bebidas (-0,4%), tecidos, vestuário e calçados (-0,4%) e móveis e eletrodomésticos (-0,2%).
Quando considerado o varejo ampliado, que também engloba os setores de veículos e autopeças e de material de construção, o crescimento do volume de vendas na passagem de setembro para outubro foi mais expressivo: 1,8%. Os veículos, motos, partes e peças tiveram alta de 6,2%. Os materiais de construção registraram aumento de 0,9% no volume de vendas.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni