Bovespa vira o ano em ritmo fraco e cai mais 2,26% no primeiro pregão de 2014

2 de janeiro de 2014

Economia



Bovespa vira o ano em ritmo fraco e cai mais 2,26% no primeiro pregão de 2014
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/bovespa-vira-ano-em-ritmo-fraco-e-cai-mais-226-no-primeiro-pregao-de-2014
Jan 2nd 2014, 20:15


Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Depois da desvalorização de 15,5% no ano passado, o mercado de ações brasileiro manteve o ritmo de queda no primeiro pregão de 2014 e diminuiu mais 2,26%, com o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), marcando 50.341 pontos.
Queda impactada pela divulgação oficial de redução da atividade industrial na China, acima das expectativas. Como se trata de nosso maior parceiro comercial, a notícia afetou principalmente os papeis de empresas exportadoras de commodities (produtos básicos com cotação internacional).
Houve queda acentuada nas ações da Petrobras e da Vale, que têm maior participação no mercado acionário, bem como nas companhias siderúrgicas. Mas, as desvalorizações mais altas foram registradas nos papéis de empresas de construção civil e de fornecimento de energia.
Enquanto isso, o mercado de câmbio, que já contabilizara ganhos de 15,3% no ano passado, começou 2014 com valorização de mais 1,08%, com o dólar cotado a R$ 2,387 para venda – nível mais alto desde 22 de agosto, quando a moeda norte-americana fechou valendo R$ 2,432.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Superávit modesto da balança comercial é conjuntural, diz ministério

Economia



Superávit modesto da balança comercial é conjuntural, diz ministério
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/superavit-modesto-da-balanca-comercial-e-conjuntural-diz-ministerio
Jan 2nd 2014, 18:08

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O superávit modesto da balança comercial, que encerrou o ano positiva em US$ 2,561 bilhões, é "conjuntural", disse hoje (2) o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Daniel Godinho. Ele tornou a atribuir o resultado à queda na produção e exportações de petróleo. De acordo com o secretário, houve também queda na demanda externa em função da conjuntura internacional de crise. "Sinalizamos que teríamos pequeno superávit, o que se concretiza. Tivemos um ano bastante difícil", declarou.
Godinho reiterou que o governo tem expectativa de aumento da produção de petróleo no país este ano. Segundo ele, para 2014 são esperadas exportações no patamar elevado dos últimos três anos – em 2013, as vendas externas fecharam em US$ 242,1 bilhões, terceiro maior valor da história – e balança superavitária. O secretário, entretanto, não divulgou números.
Na avaliação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o desempenho da balança comercial em 2014 dependerá da conta-petróleo, do câmbio, dos preços das commodities e da conjuntura econômica internacional. No caso do petróleo, uma alta na produção deve ser garantida pela retomada da operação de plataformas paradas, entrada em atividade de novas plataformas e exploração do pré-sal. De acordo com Godinho, o processo de recuperação do combustível deve ter início este ano, mas não há como precisar a velocidade com que se dará.
O governo também acredita em câmbio mais favorável às exportações em 2014. O secretário de Comércio Exterior destacou que em 2013 o dólar acumulou alta de 15% e fechou em R$ 2,35. Apesar disso, não houve impacto sobre as vendas externas. "[O impacto da alta do dólar] costuma estar concentrado primeiro nas importações de bens de consumo não duráveis. Do lado das exportações, demora mais a ocorrer. O que precisamos é câmbio estável. Assim, o empresário poderá ter previsibilidade para planejar seus negócios e aumentar suas exportações", destacou.
Uma dificuldade que pode afetar as exportações brasileiras em 2014 é a possibilidade de queda dos preços das commodities agrícolas. A previsão do governo e do mercado é aumento da oferta mundial e pressão sobre os preços. Outro fator de preocupação são as incertezas sobre os níveis de recuperação das economias dos Estados Unidos e da União Europeia, parceiros comerciais importantes e que em 2013 compraram menos do Brasil. Godinho ressalta, ainda, a expectativa de crescimento menor da economia chinesa, outro mercado de destaque para os brasileiros.
O saldo comercial em 2013 foi o menor superávit registrado desde 2001. O governo também divulgou nesta quinta-feira o resultado das exportações de dezembro. No último mês de 2013, houve superávit de US$ 2,654 bilhões, resultado de US$ 20,8 bilhões em exportações e US$ 18,1 bilhões em exportações.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Ministério nega uso de artifício para elevar balança comercial

Economia



Ministério nega uso de artifício para elevar balança comercial
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/ministerio-nega-uso-de-artificio-para-elevar-balanca-comercial
Jan 2nd 2014, 18:35

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Daniel Godinho, defendeu hoje (2) as operações envolvendo plataformas de petróleo nas quais as unidades não deixam o país, mas que são computadas como exportações. Em 2013, a venda de sete plataformas somou US$ 7,7 bilhões, montante superior ao apurado com transações semelhantes em 2012, que foi US$ 1,5 bilhão. Segundo Godinho, o aumento das operações reflete o desenvolvimento da indústria naval brasileira e não constitui um artifício para elevar o saldo da balança comercial.
O secretário de Comércio Exterior reafirmou a legalidade do registro das operações como exportações. "Existem registros de exportações de plataformas desde 2004. Com exceção de 2006 e 2009, essas operações aconteceram todos os anos. É algo que faz parte do comércio exterior brasileiro. O nome dessa operação, de acordo com todos os critérios internacionais, é troca de titularidade entre vendedor nacional e comprador estrangeiros. Para todos os efeitos fiscais e contábeis é uma exportação", declarou.
As operações envolvendo plataformas são exportações fictas, nome dado à prática comercial que produz os efeitos cambiais e fiscais de uma exportação, sem que o produto deixe o país. Na prática, as plataformas são repassadas a pessoas jurídicas domiciliadas no exterior e, posteriormente, alugadas para operar no Brasil sem jamais deixar o território nacional. Dessa forma, a empresa brasileira pode se beneficiar do Regime Aduaneiro de Exportação e Impostação de Bens Destinados à Produção e à Exploração de Petróleo e Gás (Repetro).
De acordo com Godinho, em alguns casos a aquisição no exterior se deu por subsidiárias da própria Petrobras e, em outros, por um comprador distinto. Segundo o secretário de Comércio Exterior, a entrada em operação das sete novas plataformas está entre os fatores que contribuirão para uma elevação na produção nacional de petróleo este ano.
Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Balança comercial brasileira encerra ano com pior superávit desde 2001

Economia



Balança comercial brasileira encerra ano com pior superávit desde 2001
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/balanca-comercial-brasileira-encerra-ano-com-pior-superavit-desde-2001
Jan 2nd 2014, 16:01

Mariana Branco

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A balança comercial brasileira encerrou o ano com superávit (exportações maiores que importações) de US$ 2,561 bilhões. Trata-se do pior resultado desde 2001, quando houve saldo positivo de US$ 2,684 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (2) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Os números estão de acordo com a expectativa do governo, que vinha anunciando estimativa de superávit pequeno, em função da queda das exportações de petróleo.
O saldo positivo anual foi resultado de US$ 242,1 bilhões em exportações e US$ 239,6 bilhões em importações. A média diária das vendas externas, que corresponde ao volume financeiro vendido por dia útil, fechou o ano em US$ 957,2 milhões, patamar 1% inferior aos US$ 966,4 milhões registrados em 2012. As importações cresceram 6,5% segundo o critério da média diária, de US$ 889,2 milhões por dia útil em 2012 para US$ 947,1 milhões em 2013.
Em 2013, cresceram as vendas externas de produtos manufaturados (1,8%), enquanto caíram as de produtos semimanufaturados (-8,3%) e de básicos (-1,2%) na comparação com 2012. Nas importações, houve crescimento nos gastos com combustíveis e lubrificantes (+13,8%), matérias-primas e intermediários (+5,8%), bens de capital (+5,4%) e bens de consumo (+ 3,4%).
As exportações de industrializados subiram principalmente em função das plataformas de extração de petróleo, que tiveram aumento de receita de 426,4% em relação ao ano passado. As vendas de plataformas, no entanto, são o que se chama exportações fictas. Repassadas a subsidiárias da Petrobras no exterior, elas não chegam a deixar o Brasil.
Do lado dos produtos responsáveis pela queda, entre os itens que puxaram o recuo nas vendas de semimanufaturados estão óleo de soja bruto (-35% de receita), semimanufaturados de ferro e aço (-30%), ferro fundido (-21,5%), alumínio bruto (-20,1%), ferro-ligas (-16,3%), ouro (-9,6%) e açúcar (-9,4%). No caso dos produtos básicos, caiu o ingresso financeiro obtido com algodão bruto (-47,8%), petróleo bruto (-36,7%), café em grão (-20,5%), carne suína (-9,7%) e fumo em folhas (-0,9%).
O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior também divulgou nesta quinta-feira os resultados do mês de dezembro. No último mês de 2013, houve superávit de US$ 2,654 bilhões, resultado de US$ 20,8 bilhões em exportações e US$ 18,1 bilhões em compras do Brasil no exterior.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

BNDES libera financiamento para melhorias na Hidrovia Tietê-Paraná

Economia



BNDES libera financiamento para melhorias na Hidrovia Tietê-Paraná
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/bndes-libera-financiamento-para-melhorias-na-hidrovia-tiete-parana
Jan 2nd 2014, 16:36


Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O sistema hidroviário do estado de São Paulo recebeu financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no valor de R$ 307 milhões. O dinheiro será investido na melhoria do sistema. O anúncio foi feito hoje (2), pelo banco, por meio de sua assessoria de imprensa. A participação do BNDES alcançará 31,2% dos itens financiáveis do projeto.
As obras serão executadas na Hidrovia Tietê-Paraná e permitirão o aumento da carga transportada para até 11 milhões de toneladas em 2020, com a geração de mais de 17 mil empregos diretos e indiretos, na fase de implantação. De acordo com números fornecidos pelo BNDES, foram transportadas 5,8 milhões de toneladas de carga, em 2011, por essa hidrovia, que envolve em sua área de influência os estados de São Paulo, do Paraná, de Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais.
O projeto integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, e prevê investimentos globais de R$ 1,034 bilhão. Desse total, os recursos do PAC, oriundos do Orçamento Geral da União, somarão R$ 584,2 milhões, ou o correspondente a 59,3% dos itens financiáveis.
A Hidrovia Tietê-Paraná faz parte de um sistema de transporte hidro-rodo-ferroviário e é considerada uma alternativa de corredor de exportação até o Porto de Santos. Além disso, oferece a possibilidade de participação brasileira na Hidrovia do Mercosul, a partir da integração da Bacia do Paraná com as bacias do Rio da Prata, Uruguai e Paraguai.
O fortalecimento dos eixos de integração e desenvolvimento do Brasil com os países da América do Sul, por meio da conexão hidroviária, é uma das prioridades do governo federal, que tem estimulado investimentos no transporte aquaviário como um todo, com a meta de elevar a participação desse meio de transporte na matriz nacional de 13%, registrados em 2005, para 29% até 2025.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Preços de commodities brasileiras registram alta de 3,12% em 2013

Economia



Preços de commodities brasileiras registram alta de 3,12% em 2013
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/precos-de-commodities-brasileiras-registram-alta-de-312-em-2013
Jan 2nd 2014, 13:47

Kelly Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Os preços das commodities, produtos primários com cotação internacional, fecharam 2013 em alta. De acordo com o Índice de Commodities Brasil (IC-Br), calculado mensalmente pelo Banco Central (BC), em dezembro, houve alta de 2,49%, na comparação com o mês anterior. No ano, a alta ficou em 3,12%.
O IC-Br é calculado com base na variação em reais dos preços de produtos primários (commodities) brasileiros negociados no exterior. O BC observa os produtos que são relevantes para a dinâmica dos preços ao consumidor no Brasil. Em dezembro, o segmento agropecuário (carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz e carne de porco) apresentou aumento de 1,53%. As commodities do segmento de energia (petróleo, gás natural e carvão) tiveram alta de 6,10%, enquanto a dos metais (alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel) registrou elevação de 3,31%.
O índice internacional de preços de commodities (CRB), calculado pelo Commodity Research Bureau, registrou alta de 2,40% em dezembro e de 6,97%, no ano passado.
Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Serviços previdenciários da Receita ficarão indisponíveis entre amanhã e domingo

Economia



Serviços previdenciários da Receita ficarão indisponíveis entre amanhã e domingo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/servicos-previdenciarios-da-receita-ficarao-indisponiveis-entre-amanha-e-domingo
Jan 2nd 2014, 12:34

Kelly Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A Receita Federal do Brasil informou hoje (2) que alguns serviços previdenciários oferecidos em seus canais de atendimento estarão indisponíveis entre amanhã (3) e domingo (5). O motivo para interrupção é a modernização da infraestrutura da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) no Rio de Janeiro.
Entre os serviços que ficarão indisponíveis estão o parcelamento, cálculo e a emissão da Guia da Previdência Social (GPS) no site da Receita Federal. A GPS é um documento para recolhimento de contribuições sociais, usado por empresas, contribuintes individuais, empregadores domésticos e segurados especiais.
Também ficarão indisponíveis os serviços oferecidos na internet relacionados à Certidão Negativa de Débitos, como pedido, consulta e baixa de empresas e também a concessão de Matrícula CEI, Cadastro Específico do Instituto Nacional do Seguro Social.
Nas unidades da Receita Federal também ficarão indisponíveis os serviços relacionados à regularização de obras, a depósitos judiciais e extrajudiciais e à Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e Informações à Previdência Social (GFIP).
A Receita orienta os contribuintes a antecipar ou postergar a busca pelos serviços previdenciários oferecidos no site da Receita Federal ou nas unidades de atendimento.

Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Saída de dólares supera a entrada em US$ 7 bi em dezembro até dia 27

#Câmbio


Brasília – A saída de dólares do país superou a entrada em dezembro, até o dia 27, gerando saldo negativo de R$ 7,064 bilhões no fluxo cambial. Os dados foram divulgados hoje (2) pelo Banco Central (BC).

A maior parte do saldo negativo veio do fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações), com US$ 5,170 bilhões. No caso do fluxo comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações), o saldo negativo ficou em US$ 1,893 bilhão.

De janeiro a 27 de dezembro, o fluxo cambial está negativo em US$ 10,545 bilhões. Nesse período, o segmento financeiro registrou déficit de US$ 21,668 bilhões, enquanto o comercial ficou positivo em US$ 11,124 bilhões.


Matéria: Agência Brasil

Inflação medida pelo IPC-S fecha o ano com alta de 5,63%

Economia



Inflação medida pelo IPC-S fecha o ano com alta de 5,63%
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/inflacao-medida-pelo-ipc-s-fecha-ano-com-alta-de-563
Jan 2nd 2014, 09:36

Marli Moreira

Repórter da Agência Brasil
São Paulo - O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou o ano de 2013 com alta de 5,63% o que indica ligeira redução no ritmo de aumento de preços em comparação a 2012 quando a taxa havia atingido 5,74%. O levantamento foi feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV).
Os itens com elevação acima da média do IPC-S e que mais influenciaram a inflação no ano foram refeições em bares e restaurantes (alta de 9,41%), aluguel residencial (9,30%), plano e seguro de saúde (8,08%), gasolina (6,37%) e empregada doméstica mensalista (7,80%)
Os dados indicam ainda que, considerando-se apenas a última apuração de 2013, os preços tiveram leve elevação, de 0,69% em média ante 0,66%.
Três dos oito grupos pesquisados apresentaram acréscimos, com destaque para transportes, cuja taxa passou de 0,82% para 1,20% entre os dias 22 e 31 de dezembro. Nessa classe de despesa, houve influência, principalmente, da gasolina, com elevação de 3,93% ante 2,58%.
Em alimentação, a taxa subiu de 0,90% para 0,93%, sob o efeito das carnes bovinas, cujos preços avançaram de 1,87% para 2,82%. No grupo saúde e cuidados pessoais, o índice atingiu 0,53% ante 0,5%, puxado pelos medicamentos, que registraram alta de 0,17% ante 0,03%.
Em sentido contrário, foi constatada queda da taxa no grupo comunicação, de 0,09% para 0,07%. O que mais contribuiu foi o decréscimo na tarifa de telefone móvel (de 0,57% para 0,29%).
Nos demais grupos, também houve redução do IPC-S: habitação (de 0,54% para 0,51%), vestuário (de 0,64% para 0,50%), educação, leitura e recreação (de 0,64% para 0,47%) e despesas diversas (de 0,61% para 0,38%).
Os cinco itens que mais pressionaram a inflação no período foram: gasolina (de 2,58% para 3,93%); aluguel residencial (de 1,12% para 1,15%); tarifa de táxi (de 6,12% para 8,34%); etanol (de 3,09% para 4,12%) e refeições em bares e restaurantes (de 0,55% para 0,41%).

Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Agências bancárias reabrem hoje

Economia



Agências bancárias reabrem hoje
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-02/agencias-bancarias-reabrem-hoje
Jan 2nd 2014, 09:12



Da Agência Brasil
Brasília - As agências bancárias abrem normalmente hoje (2), depois de ficarem fechadas nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro.
Segundo a Federação Brasileira de Bancos ( Febraban) as contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem no período em que os bancos ficaram fechados podem ser pagas hoje (2), sem multa. Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados federais, estaduais e municipais.
Os bancos devem ter guichês de caixa para atendimento em todas as suas agências. Mas para evitar filas de espera, após o feriado, a orientação dos bancos é que os clientes usem, quando possível, serviços eletrônicos, como máquinas de autoatendimento, internet e telefone, por exemplo.
Segundo a Febraban, há concentração de clientes nas agências nos primeiros e últimos dias úteis do mês, após feriados e nos horários de abertura e fechamento de agências.

Edição: Valéria Aguiar
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni