Valor da produção agropecuária atinge R$ 430 bilhões em 2013

14 de janeiro de 2014

#Economia


Brasília - A atividade agropecuária brasileira encerrou 2013 com o Valor Bruto da Produção (VBP) em R$ 430 bilhões. O número, divulgado hoje (14) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é 11,3% superior ao registrado em 2012. Desse total, R$ 286 bilhões, ou 66,5%, referem-se às lavouras, e R$ 144 bilhões, o equivalente a 33,5%, à produção pecuária. O VBP é uma estimativa de geração de renda no meio rural que aufere os ganhos obtidos com os produtos agropecuários.

Entre os produtos que se destacaram nas lavouras no ano passado está o tomate, que teve os preços inflacionados em 2013 e cujo valor bruto cresceu 88,9% em relação a 2012. Em seguida, veem a bata inglesa (crescimento de 46,6%), o trigo (33,9%), a laranja (31,5%), a soja (25%) e a mandioca (20,2%). O café, que enfrenta uma crise de preço no mercado internacional e doméstico, registrou queda de 30,5% na geração de renda. O algodão foi outro produto agrícola a ter recuo do valor bruto, de 30,9%. Somando-se todos os produtos agrícolas, o valor arrecadado com as lavouras no país cresceu 11% em relação ao ano retrasado.

No caso do valor referente à produção agropecuária, houve crescimento de 11,7% na comparação com 2012. A produção de carnes de frango e bovina, cujos valores cresceram respectivamente 23,9% e 3,9% e que, juntas, representaram 70% do VBP pecuário, foi a grande responsável pelo resultado. Os ganhos com suínos, leite e ovos também tiveram crescimento, de 10,9%, 13,2% e 7,3%.

Para 2014, a previsão é de que o VBP atinja R$ 462,4 bilhões, o que representa 7,5% a mais que em 2013.Os dados sobre o indicador são baseados em informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).


Matéria: Agência Brasil

Inadimplência no comércio recua em dezembro, mas termina 2013 com alta de 2,33%

Economia



Inadimplência no comércio recua em dezembro, mas termina 2013 com alta de 2,33%
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-14/inadimplencia-no-comercio-recua-em-dezembro-mas-termina-2013-com-alta-de-233
Jan 14th 2014, 16:27


Wellton Máximo

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A inadimplência no comércio varejista caiu 4,44% em dezembro na comparação com o mesmo mês de 2012, informou hoje (14) pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Foi a quarta queda mensal seguida e a maior retração desde o início da nova série histórica, em janeiro de 2012.
Com o resultado, a inadimplência encerrou o ano passado em alta de 2,33%, com forte desaceleração em relação a 2012, quando tinha aumentado 12,18%. De acordo com a CNDL, as restrições ao crédito foram provocadas pelo aumento dos juros básicos da economia. Além disso, a exigência de mais garantias dos tomadores de financiamentos pelos bancos e pelos lojistas contribuiu para a redução do risco de atrasos nos pagamentos.
"A inadimplência veio em forte ascensão até o final do primeiro trimestre do ano passado, mas a tendência se inverteu a partir de abril, quando o Banco Central passou a aumentar sucessivamente a taxa básica de juros da economia, a Selic, o que encareceu a tomada de crédito no país, impactando o varejo como um todo. Desde então, o volume de atrasos nos pagamentos das compras a prazo passou a intercalar desacelerações com quedas", informou a CNDL em nota.
Os juros mais altos e o menor crescimento da economia refletiram-se na desaceleração das vendas no ano passado. De acordo com o levantamento, o volume de consultas ao banco de dados do SPC Brasil teve aumento médio de 4,12% em 2013, contra 7,76% em 2012.
De acordo com a CNDL, o Natal foi insuficiente para reverter a desaceleração das vendas observadas durante o ano. Em dezembro, as vendas subiram 28,65% em relação a novembro, abaixo do crescimento de 32,28% observado na mesma comparação em 2012. O desempenho no fim do ano, destacou a entidade, levou muitos lojistas a antecipar as liquidações em janeiro.
Apesar dos juros mais altos e das restrições ao crédito, a CNDL continua a projetar crescimento das vendas para 2014. No entanto, a expansão será menor que a do ano passado (4,12%). Segundo a entidade, as vendas deverão subir 4% este ano, já descontada a inflação. "O modelo de incentivos ao consumo está perdendo efeito no país e por isso, as vendas a prazo em 2014 devem crescer um pouco menos que em 2013", destacou a CNDL em comunicado.
Para a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, a Copa do Mundo ajudará o comércio, mas os efeitos serão concentrados em determinados setores. Segundo a entidade, o comércio de alimentos, bebidas, supermercado e produtos eletrônicos devem ser mais positivamente impactados do que outros, como os de vestuários e calçados, que vendem a prazo.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Transpetro coloca mais um navio em operação

Economia



Transpetro coloca mais um navio em operação
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-14/transpetro-coloca-mais-um-navio-em-operacao
Jan 14th 2014, 15:20

Nielmar de Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - A Transpetro, o braço logístico da Petrobras, colocou em operação o navio José Alencar, a sexta embarcação a ser incluída na frota em dois anos, finalizando o primeiro lote de encomendas aos estaleiros brasileiros. Durante a cerimônia de viagem inaugural do José Alencar, hoje (14), o presidente da Transpetro, Sergio Machado, autorizou o início da construção de mais oito navios no Estaleiro Mauá, em Niterói (RJ).
"A indústria naval brasileira vive um novo momento. Deixou de ser um sonho e hoje está consolidada. Agora, o grande foco é a gestão, a qualidade, para que a produtividade seja maior e melhor, em busca da competitividade internacional. É nisso que estamos trabalhando", disse Sérgio Machado.
Em sua primeira viagem, o José Alencar saiu do Estaleiro Mauá para ser carregado com nafta no Terminal da Ilha D'Água (RJ). De lá, segue com destino a São Paulo. Maior empresa de logística da América Latina, a subsidiaria da Petrobras opera uma frota de 60 navios, 48 terminais aquaviários e terrestres e mais de 14,5 mil quilômetros oleodutos e gasodutos.


Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Cade aprova fusão entre Oi e Portugal Telecom

Economia



Cade aprova fusão entre Oi e Portugal Telecom
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-14/cade-aprova-fusao-entre-oi-e-portugal-telecom
Jan 14th 2014, 12:17

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Diário Oficial da União traz hoje (14) despacho do Conselho Administrativo de Defesa Econômica que aprova sem restrições a fusão entre a operadora Oi e a Portugal Telecom (PT), que será chamada de CorpCo e controlará as atividades das duas empresas no Brasil e no mundo.
O documento do Cade indica que a nova operadora de telecomunicações vai atuar em países de língua portuguesa. A aliança estratégica já tinha sido anunciada em 2011 e, então, aprovada pelo conselho.
O Cade também entende que a fusão não vai trazer problemas concorrenciais no Brasil. Para isso, foi necessário que a Portugal Telecom abrisse mão da participação acionária que tinha na operadora Vivo. Além do mais, os técnicos do conselho lembram que a PT atua no Brasil indiretamente, por meio da operadora Oi.
No documento, o coordenador-geral substituto de Análise Antitruste, Paulo Vinícius Ribeiro de Oliveira, registra que, se forem mantidas as condições previamente consideradas pelo Cade, não haverá prejuízo ao ambiente concorrencial.
Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Emprego na indústria fica estável entre outubro e novembro de 2013

Economia



Emprego na indústria fica estável entre outubro e novembro de 2013
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-14/emprego-na-industria-fica-estavel-entre-outubro-e-novembro-de-2013
Jan 14th 2014, 09:32

Vitor Abdala

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro – O emprego na indústria manteve-se estável em novembro de 2013, na comparação com o mês anterior. Em outubro, havia sido observado aumento de 0,1%, o primeiro crescimento depois de cinco meses em queda. Os dados da Pesquisa Industrial Mensal de Empregos e Salários (Pimes) foram divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Na comparação de novembro de 2013 com o mesmo período do ano anterior, houve queda de 1,7% no emprego industrial. Foram observadas reduções nos contingentes de pessoal ocupado em 14 dos 18 setores pesquisados, com destaque para as indústrias de produtos de metal (-6,8%), calçados e couro (-6,2%), máquinas e equipamentos (-3,8%) e máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-4,4%).
A queda atingiu 12 dos 14 locais pesquisados. Os principais impactos negativos foram observados em São Paulo (-2,3%), na Região Nordeste (-4,1%), no Rio Grande do Sul (-2,4%), na Bahia (-5,5%), em Minas Gerais (-1,3%) e Pernambuco (-4,2%).
No acumulado do ano e em 12 meses, houve queda de 1,1%, segundo o IBGE. O número de horas pagas caiu em todos os tipos de comparação: novembro em relação a outubro (-0,4%), novembro de 2013 na comparação com novembro de 2012 (-2,2%), acumulados do ano e em 12 meses (-1,2%).
A folha de pagamento real cresceu 2,6% entre outubro e novembro, 1,7% no acumulado do ano e 2,4% no acumulado de 12 meses. Houve queda na folha de pagamento de 3,7% na comparação de novembro de 2013 com o mesmo período do ano anterior.
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Inflação para a terceira idade termina 2013 abaixo da média nacional

Economia



Inflação para a terceira idade termina 2013 abaixo da média nacional
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-14/inflacao-para-terceira-idade-termina-2013-abaixo-da-media-nacional
Jan 14th 2014, 09:02

Vinícius Lisboa

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - A inflação acumulada em 2013 para as famílias compostas majoritariamente por pessoas com mais de 60 anos ficou abaixo da média nacional, informou hoje (14) a Fundação Getulio Vargas. O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) teve variação de 2,10% no quarto trimestre e encerrou o ano com 5,48%, abaixo dos 5,63% do Índice de Preços ao Consumidor (IPC).
O resultado do último trimestre representa uma aceleração de 1,91 ponto percentual em relação ao terceiro, que tinha sido encerrado com inflação de 0,19%. A alta foi constatada em todas as classes de despesas pesquisadas.
O grupo alimentação foi o maior responsável pelo ritmo mais intenso da inflação, já que deixou uma taxa negativa de 1,79% no terceiro trimestre para encerrar os três meses seguintes subindo 3,56%. As hortaliças e os legumes se destacaram entre os componentes do grupo, trocando uma queda de 33,25% por uma alta de 12,77%.
No grupo transportes, em que a taxa evoluiu de -0,51% para 1,95%, a gasolina teve papel determinante, com alta de -0,08% para 3,78%. Em habitação, o crescimento do condomínio residencial de 0,15% para 2,30% foi um dos principais responsáveis pelo aumento da taxa de 1,04% para 1,75%.
Nos outros grupos, as altas foram: em educação, leitura e recreação, de 0,89% para 2,51%; em vestuário, de 0,40% para 2,31%; em comunicação, de 0,17% para 0,91%; em despesas diversas, de 0,53% para 1,61%; e em saúde e cuidados pessoais, de 1,19% para 1,49%.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Copom faz primeira reunião de 2014 para discutir ajuste da Selic

Economia



Copom faz primeira reunião de 2014 para discutir ajuste da Selic
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-14/copom-faz-primeira-reuniao-de-2014-para-discutir-ajuste-da-selic
Jan 14th 2014, 05:44

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (14) à tarde a primeira reunião de 2014 para discutir se mantém o processo de ajuste da taxa básica de juros (Selic), iniciado em abril do ano passado, quando estava em 7,25% ao ano. De lá para cá, a Selic foi elevada em 2,75 pontos percentuais, chegando aos 10% atuais.
Foram seis reajustes seguidos e se depender da expectativa dos analistas de instituições financeiras, expressa no boletim Focus, divulgado ontem (13) pelo BC, a tendência é o Copom apertar a política monetária em mais 0,25 ponto percentual. A decisão será anunciada amanhã (15) quando terminar a segunda etapa da reunião.
As reuniões do Copom ocorrem em intervalos de 45 dias, sempre em duas etapas, para fixar a taxa média dos financiamentos diários dos títulos federais, depositados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Por extensão, a taxa básica de juros é conhecida também como Selic.
Hoje, os chefes de Departamento do BC analisam a conjuntura doméstica sobre as variáveis macroeconômicas, com foco na avaliação das tendências de inflação. Amanhã, os diretores de Política Monetária e de Política Econômica apresentam alternativas de taxa de juros de curto prazo para deliberação dos demais diretores. Só o colegiado de diretores tem direito a voto.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92

Sindcomb: entressafra da cana pode levar ao aumento do preço da gasolina

Economia



Sindcomb: entressafra da cana pode levar ao aumento do preço da gasolina
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/sindcomb-entressafra-da-cana-pode-levar-ao-aumento-do-preco-da-gasolina
Jan 13th 2014, 22:59

Nielmar de Oliveira

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro - O aumento que ocorre nos últimos dias no preço do álcool anidro nas usinas em razão da entressafra da cana de açúcar poderá levar os postos de combustíveis do município do Rio de Janeiro a aumentar o preço da gasolina nas bombas. A possibilidade foi admitida à Agência Brasil pelo presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes e de Lojas de Conveniência do Município do Rio de Janeiro (Sindcomb), Manuel Fonseca da Costa.
Fonseca da Costa disse que 25% da composição da gasolina são decorrentes do álcool anidro, que tem aumentado nos últimos dias em consequência da entressafra da cana de açúcar, que vai até abril. "Isto reflete sem dúvida no preço final da gasolina. Até agora as distribuidoras não repassaram o aumento para o preço da gasolina, o que só deverá acontecer a partir do meio da semana com a reposição dos estoques. Dependendo do percentual desta alta, muitas vezes o posto acaba absorvendo o aumento para não prejudicar as vendas", disse.
Mas a absorção da alta do anidro dependerá da intensidade do repasse que será feito pelas distribuidoras de combustíveis. "A possibilidade de que a gasolina venha a aumentar de preço em função da entressafra da cana é real. Agora, a intensidade do aumento dependerá da intensidade da alta do álcool anidro e do consequente repasse das distribuidoras. Quando o aumento atinge o patamar de R$ 0,2, o aumento será inevitável porque isto significa uma alteração muito grande na composição final do preço", disse.
Segundo Fonseca da Costa os postos trabalham com uma margem de lucro bastante reduzida . "Nós ganhamos no volume de venda e o comportamento dos postos segue de acordo com as distribuidoras, que por sua vez se comportam de acordo com as variantes do mercado de derivados. A alta nos postos não é aleatório, pelo contrário, ela é bem criteriosa. A margem é pequena e, no volume total, dois ou três centavos fazem uma diferença muito grande".
O presidente do Sindcomb, no entanto, negou à Agência Brasil que tenha havido nos postos do Rio de Janeiro qualquer comportamento atípico nos preços nos últimos dias e que a alta ocorrida em Brasília neste final de semana não ocorreu no município. "Não é esse o nosso objetivo até porque, para nós, quanto menor o preço, maior a venda".
Segundo Fonseca da Costa, a alta de 4% no preço da gasolina anunciada pela Petrobras e que passou a vigorar nas refinarias de todo o país a partir de 30 de novembro do ano passado provocou uma elevação entre 2% a 3% nos postos do município, com o preço do derivado passando a custar, em média, R$ 3,09 o litro.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/pnn/jxDP92



Explore os canais Ouni

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Carros

Cultura
Famosos
MAXX FM
Música
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade"

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni